Fifa vai à guerra contra passaportes

A Fifa está decidida a investigar a fundo a falsificação de passaportes no futebol internacional e, para tanto, informou nesta sexta-feira através do comitê executivo da entidade, que vai intervir e obrigar as federações nacionais a acompanhar de perto os problemas com as documentações dos jogadores que atuam fora de seus respectivos países.O presidente da entidade, Joseph Blatter, deu indícios hoje de que não vai tolerar o crime ao mesmo tempo em que se mostrou surpreso com a documentação ilegal de alguns atletas. ?O escândalo dos passaportes falsos é uma vergonha, jamais imaginei que poderia haver uma coisa semelhante no futebol de hoje, portanto, exijo penas rápidas e severas para demonstrar que não há espaço para impunidade?, disse o dirigente em entrevista à rede de televisão italiana RAI.Ele ainda garantiu que se com o passar do tempo não for resolvida essas questões internas em cada país, a Fifa vai intervir para que as federações apliquem punições aos responsáveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.