Matt Dunham/AP
Matt Dunham/AP

Figo propõe expansão da Copa se for eleito presidente da Fifa

Ex-jogador português vai propor que Mundial passe de 32 seleções para 40 ou 48 equipes caso consiga desbancar Joseph Blatter

Mike Collett, Reuters

19 de fevereiro de 2015 | 10h11

Luís Figo propôs aumentar a Copa do Mundo de 32 para 40 ou 48 times como parte de sua candidatura presidencial da Fifa divulgada nesta quinta-feira. O ex-jogador da seleção de Portugal, lançando sua campanha no estádio de Wembley, disse também que uma porcentagem maior da receita da Fifa deve ser gasta com o desenvolvimento das categorias de base.

"Acredito que devemos considerar propostas de expandir a competição para 40 ou 48 times na Copa do Mundo", disse Figo em coletiva de imprensa. "Ambas opções são possíveis com três a quatro dias extras de torneio. Se a expansão acontecer, acredito que os times adicionais devem vir de nações não europeias", acrescentou o português.

Figo é um dos três homens desafiando o atual presidente da Fifa, Joseph Blatter. Michael Van Praag, presidente da associação holandesa de futebol, e o príncipe Ali Bin Al Hussein, da Jordânia, membro do comitê executivo da Fifa, também estão concorrendo. 

A eleição acontece no Congresso da Fifa, em Zurique, em 29 de maio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.