Figueirense bate o São Paulo e faz decisão inédita na Copa SP

Time catarinense surpreende ao derrotar o rival do Morumbi com gol de pênalti; final é contra o Rio Branco

23 de janeiro de 2008 | 18h11

Figueirense e Rio Branco-SP irão disputar, pela primeira vez na história, a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta quarta-feira, no Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos, a equipe catarinense derrotou o São Paulo, por 1 a 0. O Rio Branco se classificou na terça-feira, após a vitória sobre o Internacional-RS nos pênaltis, por 4 a 2, após empate pela contagem mínima no tempo normal.   A final inédita acontecerá na sexta-feira, dia 25, aniversário da cidade de São Paulo. O jogo será realizado no Estádio Nicolau Alayon, já que o Pacaembu, que tradicionalmente recebe a final, está em reformas. Parque Antártica e Canindé, que seriam outras opções, também estão interditados. O Morumbi seria usada apenas no caso da presença do São Paulo.   No início da partida, o São Paulo teve mais domínio da posse de bola e chegou ao ataque com mais consistência. Ai, quem brilhou foi o goleiro Gustavo, do Figueirense, com importantes defesas.   Mesmo sem apresentar um bom futebol, a equipe catarinense abriu o marcador aos 21 minutos. Marquinhos invadiu a área driblando e acabou derrubado por Bruno Formigoni. Ele mesmo foi para a cobrança e chutou com força, no meio do gol.   Aos 35 minutos, um lance de raro reflexo do goleiro Gustavo. Primeiro, ele defendeu cabeceio de Roniele. No rebote, a queima-roupa, pegou o chute do atacante, jogando a bola para escanteio. Na etapa final, o São Paulo se lançou ao ataque, mas apesar da pressão, não conseguiu evitar a eliminação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.