Andrey de Oliveira/Figueirense
Andrey de Oliveira/Figueirense

Figueirense confirma jogos em Brusque para o restante do Campeonato Catarinense

Restrição em Florianópolis por causa da pandemia faz time recorrer ao interior para a disputa de partida

Redação, Estadão Conteúdo

01 de julho de 2020 | 12h50

O Figueirense bateu o martelo e, com a impossibilidade de atuar no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, terminará o Campeonato Catarinense atuando em Brusque, no estádio Augusto Bauer. "Fizemos estudos e análises, desde Palhoça, São José, Brusque e Tubarão. Atualmente, caso o Figueirense não possa jogar em Florianópolis, o local mais indicado é o estádio em Brusque", disse Norton Boppré, presidente do Figueirense, à rádio Figueira.

O estádio Augusto Bauer foi vistoriado e liberado pela Federação Catarinense de Futebol (FCF). A entidade havia proibido o Centro de Formação e Treinamento do Cambirela (CFT), em Palhoça, local em que o Figueirense treina e pensava em mandar os seus jogos.

O estádio Orlando Scarpelli está vetado pela prefeitura da capital catarinense por conta das restrições devido à pandemia do novo coronavírus. O Campo do Avante, outra opção elencada pelo Figueirense, já havia sido negado por não atender às exigências.

"Há uma confiança ainda de que os nossos jogos, especialmente esse de volta contra o Juventus, aconteça em Florianópolis. O presidente da Federação, Rubens Angelotti, está confiante. Os últimos encaminhamentos da Prefeitura sinalizam para isso", completou o mandatário do Figueirense.

O Figueirense enfrentará o Juventus nas quartas de final do Campeonato Catarinense. O primeiro duelo será no próximo dia 9, às 18h30, em Jaraguá do Sul (SC). A volta acontecerá três dias depois.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.