Figueirense conquista 3 pontos em Goiânia

O Goiás decepcionou sua torcida e eliminou as possibilidades matemáticas de conquistar uma vaga na Taça Libertadores, ao ser derrotado, neste sábado, por 3 a 0, pelo Figueirense. Os gols foram marcados no segundo tempo por Fernandinho e Danilo Santos (2) na partida disputada no Serra Dourada, em Goiânia. ?Não era o resultado que a gente esperava", disse um frustrado Dimba após o jogo. "O resultado prova que o Figueirense teve seus tropeços, mas agora reaviva o sonho de classificação (Copa Sul-Americana)", disse o técnico Dorival Júnior. Logo no primeiro tempo o time do Goiás mostrou-se apático em campo. Seus atacantes (Dimba, Grafite e Araújo) não furaram o bloqueio adversário embora a equipe encontrasse boas oportunidades de marcar. Aos 3 minutos com Araújo, em chute de média distância, aos 21 minutos com Dimba cobrando falta, e aos 32 minutos no voleio de Gustavo, que Edson Bastos mandou para escanteio. Desligado e falhando na marcação, o Goiás permitiu boas jogadas em velocidade do Figueirense que tocou melhor a bola, não falhou no passe e criou boas chances de gol. Aos 13 minutos, Gilmar defendeu chute certeiro de Cléber e voltou a intervir e salvar os goianos, aos 24 minutos, no ataque com Danilo. No segundo tempo, sem Simão e Bilú que deixaram o campo por contusão, as equipes procuraram explorar mais as jogadas pelas laterais. O Goiás perdeu bom ataque aos 6 minutos com Dimba. Mas o Figueirense voltou a descobrir espaços e aproveitar os erros de passe do Goiás, que provocaram perigosos contra-ataques. No melhor deles, aos 11 minutos, Fernandinho abriu o placar, aproveitando falha de Fabão para dominar a bola. Ainda passou por Pedro Paulo e chutou na saída de Gilmar. Aos 31 minutos, Danilo Santos ampliou a vantagem catarinense, após receber passe de calcanhar de William e ficar cara-cara com Gilmar. O gol calou a torcida do Goiás. Danilo Santos, aos 45 minutos, ainda teve tempo para marcar o terceiro gol. Recorde - O jogo do Serra Dourada marcou a despedida do atacante Araújo, do Goiás, após 136 gols em 351 jogos. E o goleiro Edson Bastos, do Figueirense, bateu o recorde de 4 mil minutos consecutivos de jogo no Campeonato Brasileiro, após 44 rodadas em que jogou os 90 minutos. "Não fiquei contundido, nem suspenso ou deixei o campo para ser substituído", disse o jogador, que durante jogo com o Cruzeiro em vez de bater o tiro de meta chutou para linha de fundo. Sem os atacantes Grafite (suspenso) e Araújo, o Goiás enfrenta o Atlético-MG, às 18 horas, do dia 13, no Estádio Ipatingão, em Ipatinga (MG). O Figueirense pega o Guarani, às 18 horas, do mesmo dia, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.