Luiz Henrique/Divulgação
Luiz Henrique/Divulgação

Figueirense dispensa Eutrópio e Brasileirão tem 5ª queda de técnico

Técnico não resistiu à sequência de derrotas e entrada na zona de rebaixamento

Estadão Conteúdo

11 de julho de 2016 | 11h10

O Campeonato Brasileiro já tem a sua quinta demissão de técnico. Nesta segunda-feira, o Figueirense confirmou a saída de Vinícius Eutrópio, que deixa o clube na zona de rebaixamento do torneio, em 17.º lugar, sem vencer há cinco partidas. No domingo, o Figueirense visitou o Grêmio, terceiro colocado, e só perdeu, por 2 a 1, por causa de um gols nos acréscimos.

A saída de Eutrópio é a segunda demissão ocasionada pelos resultados da 14.ª rodada. No domingo, o Inter demitiu o técnico Argel, apesar de o clube gaúcho estar no oitavo lugar. As quatro derrotas em sequência pesaram contra o treinador.

As outras demissões, até aqui, foram de Givanildo Oliveira, que deixou o América-MG após a quinta rodada, Gilson Kleina, mandado embora do Coritiba na mesma época, um dia antes, e Diego Aguirre, dispensado do Atlético-MG antes da segunda rodada, mas por causa da eliminação na Libertadores.

Outros três clubes já mudaram de técnico, por outros motivos. O Corinthians perdeu Tite para a seleção brasileira, Guto Ferreira deixou a Chapecoense em bom momento para trabalhar no Bahia, enquanto Muricy Ramalho se afastou no Flamengo por motivos de saúde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.