Figueirense empata com Bahia em casa e amplia jejum

O Figueirense voltou a decepcionar sua torcida, em casa, ao empatar em 1 a 1 com o Bahia, em jogo da sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Foi a quinta partida seguida sem vitória na competição. Vaias pela má atuação do time e a irregular campanha marcaram a saída dos jogadores em campo. A única vitória catarinense aconteceu diante do Náutico, na estreia da competição.

JÚLIO CASTRO, Agência Estado

24 de junho de 2012 | 18h48

Os gols do jogo aconteceram somente na etapa final. Na inicial, a disputa se apresentou equilibrada. Alguns jogadores se destacaram. Entre eles o lateral-esquerdo Marquinhos. Aos 18 anos, ele jogou sua primeira partida como profissional e não deixou a desejar. Ainda do lado alvinegro, o sempre perigoso atacante Júlio César pouco trabalho deu à defesa baiana. A mais importante chance que teve aconteceu aos 19 minutos, quando, em liberdade pela direita, tentou surpreender o goleiro Marcelo Lomba com chute muito alto.

Do lado baiano, Jones Carioca e Ávine foram os que mais se movimentaram, principalmente a partir dos 26 minutos. O Bahia assustou no período em tentativa de Jones aos 40 minutos, exigindo grande defesa do goleiro Wilson.

O Figueirense iniciou o segundo tempo com jogadas de velocidade que redobraram a atenção da defensiva baiana. E foi em cobrança de escanteio que o alvinegro abriu o placar do Estádio Orlando Scarpelli. Foi aos seis minutos, quando Almir fez a cobrança em bola que desviou em Aloísio e, no oportunismo, Júlio César empurrou para o fundo das redes, marcando seu primeiro gol neste Brasileirão.

O time catarinense ainda perdeu uma chance incrível com três tentativas no mesmo lance aos 16 minutos. Júlio César fez a assistência para Aloísio finalizar sozinho dentro da área. O atacante chutou em cima do goleiro. O volante Botti pegou o rebote e chutou contra o zagueiro e por último Aloísio finalizou novamente para Danny Moraes salvar o Bahia.

E foi em erro do lateral direito Pablo - alvo constante de vaias da torcida - que os baianos conseguiram o gol de empate. Pablo tentou, de cabeça, tirar da defesa e deu um passe na medida para Vander abrir espaço e chutar no canto sem chance para o encoberto goleiro Wilson.

O técnico Argel Fucks, com as entradas dos armadores Fernandes e Luiz Fernando, nos últimos 15 minutos de jogo tentou, em vão, mudar o esquema tático para furar a defesa baiana. Sem vencer há cinco jogos, o Figueirense voltará a jogar no próximo domingo diante do Palmeiras, na Arena Barueri. Também no próximo domingo, o Bahia recebe, no Estádio Pituaçu, o Internacional.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 1 x 1 BAHIA

FIGUEIRENSE - Wilson; Pablo, Canuto, Anderson Conceição e Marquinhos; Ygor, Túlio e Almir (Luiz Fernando); Caio (Botti), Aloisio (Fernandes) e Julio Cesar. Técnico: Argel Fucks.

BAHIA - Marcelo Lomba; Fabinho, Danny Morais, Lucas Fonseca e Ávine (Hélder); Fahel, Diones, Mancini; Jones (Lulinha), Elias e Júnior (Vander). Técnico: Paulo Roberto Falcão.

ÁRBITRO: Héber Roberto Lopes.

CARTÕES AMARELOS: Marquinhos e Ygor (Figueirense); Danny Morais e Vander (Bahia).

Gols: Júlio César, aos 6, e Vander, aos 33 minutos do segundo tempo.

RENDA E PÚBLICO: não disponíveis.

LOCAL: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFigueirenseBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.