Figueirense faz festa para Edmundo

O atacante Edmundo foi recebido com festa nesta terça-feira no Figueirense, naquela que está sendo considerada a maior contratação da história do clube, que em junho comemora 84 anos de fundação. O jogador - que fez 36 jogos pela Seleção e foi vice-campeão do mundo em 98, na França - foi aplaudido na chegada por centenas de torcedores e disse que prefere esquecer o apelido de ?Animal?. ?Se houver um pouco de boa vontade, vocês (jornalistas) vão ver que hoje sou um homem maduro, que não tem mais nada de animal. Hoje sou o Edmundo?, disse. Garantindo estar em boa forma física, o jogador ainda não sabe quando fará sua estréia. A diretoria planejava colocá-lo em campo já no dia 12 de junho - data do aniversário do clube - contra o Atlético-PR, mas o mais provável é que ele jogue sua primeira partida pelo Figueirense contra o Paysandu, na rodada seguinte.Edmundo é a esperança da diretoria para solucionar o problema da falta de gols no Figueirense. A equipe vai mal no Brasileiro. Ocupa a penúltima colocação, com apenas 4 pontos ganhos em seis jogos. Neste jogos, marcou apenas 5 gols.Até o último fim-de-semana, Edmundo, de 34 anos, jogava pelo Nova Iguaçu, equipe da segunda divisão do Rio de Janeiro. Ele assinou contrato com o Figueirense até o dia 31 de dezembro. No clube catarinense ele vai se reecontrar com o zagueiro Cléber - com quem jogou no Palmeiras nos anos 90, período que viveu o apogeu da carreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.