Figueirense ganha três pontos em Caxias

Nem a estréia do atacante Taílson deu um alento para o Juventude, que voltou a perder, desta vez em casa, para o Figueirense, por 2 a 1, pelo Campeonato Brasileiro. Foi a terceira derrota consecutiva da equipe caxiense, que segue entre as últimas colocadas, agora na zona de rebaixamento, enquanto o Figueirense está em ascensão. O primeiro tempo foi equilibrado, com poucas chances de gol. Numa das oportunidades, o zagueiro Cléber aproveitou a falha da defesa do Juventude e abriu o placar aos 20 minutos. De minutos depois Taílson cavou um pênalti. O atacante foi lançado na área e, ao receber a marcação de um zagueiro, caiu. O árbitro marcou a penalidade e Luciano Ratinho cobrou com perfeição, empatando: 1 a 1. No segundo tempo, Edmílson, numa jogada de contra-ataque, deu a vitória ao Figueirense. O lance começou com William, que escapou entre os zagueiros e tocou para o atacante empurrar para a rede. Até o final, o Juventude tentou pressionar, mas de forma desordenada. Nos contra-ataques, o Figueirense perdeu boas chances para ampliar. Nos últimos minutos, quando Geufer e Gustavo, dois atacantes colocados no desespero por Raul Plassmann, concluíram, o goleiro Edson Bastos garantiu a vitória da equipe catarinense.

Agencia Estado,

16 de julho de 2003 | 23h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.