Figueirense garante o começo da reação

Um jogo de seis pontos. Foi a definição dada pelo técnico Marco Aurélio Moreira à partida que seu time cumpre, nesta quarta-feira, às 21h45, contra o Palmeiras, no Estádio Orlando Scarpelli, pelo Campeonato Brasileiro. "O Palmeiras está com 13 pontos, também vive uma situação complicada e mais do que nunca este é o momento do Figueirense reagir", analisou o treinador.Desde a derrota para a Ponte Preta, sábado passado, que o Figueirense passou a integrar o grupo dos rebaixados (19.º) com 10 pontos na tabela de classificação.Prestigiado pela diretoria, Marco Aurélio terminou o treino coletivo desta terça-feira alimentando mistério quanto aos jogadores que escalará para a partida. Argumentou que o adversário precisa ser analisado e que só anunciará o time minutos antes do jogo. Mas algumas alterações pode antecipar, como a presença do meia Marquinhos Paraná na lateral direita no lugar de Paulo Sérgio, barrado no dia que completaria 200 partidas com a camisa do Figueirense.O zagueiro Bebeto, com uma amigdalite, não treino e sua vaga pode ser ocupada por Eloy, companheiro do veterano Cleber, que volta à equipe após cumprir suspensão automática. As dúvidas de Marco Aurélio ficam mesmo para o setor de meio-de-campo, onde Rogerinho pode completar o setor na vaga de Flávio ou de Sérgio Manoel. O confronto também pode marcar o início de uma nova parceria no ataque, já que Adriano ganhou a vaga de Alexandre para fazer companhia para Edmundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.