Figueirense marca nos acréscimos e derrota Paysandu

Time de Santa Catarina fez 3 a 2 de virada e diminuiu a diferença para o G-4

AE, Agência Estado

16 de outubro de 2013 | 00h14

FLORIANÓPOLIS - O Figueirense mostrou que ainda está vivo na briga pelo acesso à elite do Campeonato Brasileiro. Na noite desta terça-feira, o time catarinense derrotou o Paysandu por 3 a 2, de virada, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC), pela 30ª rodada da Série B, e diminuiu a diferença para o G-4.  O jogo foi de emoções até o final. O Figueirense saiu atrás, mas virou o marcador no começo do segundo tempo. Sofreu o empate aos 38 minutos do segundo tempo, mas arrancou forças para ir buscar a vitória com gol de cabeça de Maylson aos 46 minutos, portanto, nos acréscimos.

Com a segunda vitória seguida, os catarinenses subiram aos 45 pontos, em nono lugar, diminuindo a diferença para o G4, zona de acesso, para quatro pontos. O Paysandu, por outro lado, se complicou dentro da zona de rebaixamento e segue em 18º lugar, com 29 pontos, seis atrás do ABC, primeiro time fora da degola.

O Figueirense esperava fazer pressão no começo, mas encontrou um adversário bem postado e perigoso nos contra-ataques. Os visitantes foram mais perigosos e conseguiram abrir o placar logo aos 14 minutos. Yago Pikachu aproveitou falha na marcação da defesa adversária após passe de Eduardo Ramos e bateu na saída do goleiro.

Bem postado dentro do campo, o time paraense seguia em cima do adversário e poderia ter ampliado em finalização de longa distância de Eduardo Ramos que explodiu no travessão. Ainda meio assustado com o começo avassalador do adversário, os mandantes conseguiram o empate na primeira boa chegada ao ataque. Aos 18 minutos, Maylson bateu cruzado para o meio da área e o atacante Pablo chegou dividindo com a marcação e desviou para o gol. Com o resultado igual, o jogo voltou a ficar equilibrado e foi empatado para os vestiários.

No segundo tempo, a partida pegou fogo. Os donos da casa conseguiram virar logo aos seis minutos. Em cobrança de falta da intermediária de Wellington Saci. Sem muita inspiração para empatar, o Paysandu começou a lançar bolas para a área. O time catarinense estava levando a melhor na maioria dos lances, mas aos 38 minutos saiu o empate. Após cobrança de escanteio, a bola foi desviada no meio da área, bateu em Iarley, que estava em posição duvidosa, e morreu no fundo das redes.

No final, o Figueirense foi só pressão. O time da casa subiu ao ataque e tentou de qualquer jeito chegar à vitória. Paulo Rafael fez pelo menos três grandes defesas no final da partida, evitando gols. Aos 46 minutos, porém, o goleiro não conseguiu fazer nada em cabeçada de Maylson, após cobrança de escanteio. O Figueirense volta a campo para o clássico estadual contra o Joinville no próximo sábado, às 16h20, novamente no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Na sexta-feira, o Paysandu recebe o Avaí, no Estádio da Curuzu, em Belém, às 19h30.

FICHA TÉCNICA:

FIGUEIRENSE 3 x 2 PAYSANDU

FIGUEIRENSE - Tiago Volpi; William, Thiego, Nirley e Wellington Saci; Paulo Roberto (Nem), Rodrigo Souto, Maylson e Rodrigo (Tchô); Pablo (Ricardinho) e Éverton Santos. Técnico: Vinícius Eutrópio.

PAYSANDU - Paulo Rafael; Leonardo, Diego e Raul (Dennis); Yago Pikachu, Vanderson, Billy, Eduardo Ramos, Diego Barboza (Iarley) e Gilton; Careca (Jailton). Técnico: Vágner Benazzi.

GOLS - Yago Pikachu, aos 10, e Pablo, aos 18 minutos do primeiro tempo. Wellington Saci, aos 6, Iarley, aos 38, e Maylson, aos 46 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Wellington Saci e Rodrigo Souto (Figueirense). Raul e Careca (Paysandu).

ÁRBITRO - Fabio Filipus (PR).

RENDA - R$ 40.560,00.

PÚBLICO - 3.806 pagantes.

LOCAL - Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSérie BFigueirensePaysandu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.