Luiz Enrique/Divulgação
Luiz Enrique/Divulgação

Figueirense pressiona, mas apenas empata e se mantém perto da degola

O 0 a 0 com a Chapecoense deixa time sob risco de rebaixamento

ALINE TORRES, ESPECIAL PARA A AE, Estadão Conteúdo

22 de novembro de 2015 | 19h24

O Figueirense bem que pressionou no segundo tempo, mas ficou no empate sem gols com a Chapecoense neste domingo, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Pior para o time alvinegro, que segue próximo da zona de rebaixamento, na 15.ª posição, com 40 pontos. Os visitantes, garantidos na Série A de 2016, estão em 13.º lugar, com 47.

O duelo catarinense demorou a esquentar. As duas equipes erravam muito e pouco assustavam os goleiros. O primeiro lance de perigo foi só aos 30 minutos, quando William Barbio pegou a sobra e mandou uma bomba. A bola desviou na zaga e o goleiro Alex Muralha tirou com um chutão. Um minuto depois e Maranhão cobrou falta que passou perto da meta alvinegra. Desorganizado, o time da casa sequer teve chance de gol na primeira etapa.

Na volta do intervalo, o Figueirense finalmente acordou para o jogo e foi para a pressão. Aos 8 minutos, Nivaldo teve que fazer milagre para não ter as redes balançadas. Rafael Bastos mandou a bomba e o goleiro espalmou nos pés de Dudu, que chutou rasteiro no canto para assistir a uma grande defesa. O goleiro ainda fecharia o gol em mais quatro boas oportunidades do clube de Florianópolis, tornando-se o homem do jogo.

O Figueirense pode ter a chance de se livrar do rebaixamento no próximo sábado, às 17 horas, contra o São Paulo, no estádio do Morumbi, na capital paulista. A Chapecoense recebe o desesperado Goiás em casa, no domingo, a partir das 18 horas.

FICHA TÉCNICA

FIGUEIRENSE 0 x 0 CHAPECOENSE

FIGUEIRENSE - Alex Muralha; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Juninho; Fabinho, João Vitor, Yago e Rafael Bastos (Thiago Santana); Dudu (Marcão) e Clayton (Sueliton). Técnico: Hudson Coutinho.

CHAPECOENSE - Nivaldo; Apodi, Vilson, Thiego e Dener Assuunção; Bruno Silva, Cleber Santana e Camilo (Nenén); Maranhão, Ananias (Hyoran) e William Barbio (Tiago Luis). Técnico: Guto Ferreira.

CARTÕES AMARELOS - João Vitor (Figueirense); Cleber Santana, Vilson e Apodi (Chapecoense).

ÁRBITRO - Anderson Daronco (Fifa/RS).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.