Figueirense surpreende o Paraná

Com uma singular contribuição do meia-atacante Edmundo, o Figueirense conseguiu dar mais um importante passo na sua luta contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro da Série A ao derrotar, neste sábado, o Paraná Clube por 2 a 0, em Florianópolis. O time catarinense chegou aos 33 pontos, na 20ª posição, mas continua entre as quatro equipes que hoje estariam rebaixadas para a Série B de 2006. O Figueirense, que começou a rodada pressionado pela condição de lanterna por conta das vitórias do Brasiliense (1 a 0) sobre o Juventude e do Paysandu (2 a 1) diante do Fortaleza, encontrou muitas dificuldades frente a marcação aplicada pelo Paraná. Prevaleceu, então o talento individual para fugir do bloqueio. Foi o que aconteceu aos 14 minutos do primeiro tempo quando, Edmundo fez um corta-luz para Adriano fazer um lançamento por cobertura para Alessandro tocar no fundo da rede. Três minutos depois, foi a vez de Edmundo ampliar na saída do goleiro Flávio após outra bela assistência de Adriano. Desestabilizado, o Paraná procurou equilibrar a disputa corrigindo a marcação e saindo em contra-ataques. O Figueirense sustentou aparente domínio no restante do período com muita velocidade e algumas oportunidades desperdiçadas. O segundo tempo começou com uma disputa um pouco mais equilibrada, mas logo o Figueirense reassumiu o controle.Edmundo, com seus lampejos de craque, foi o destaque e, aos 11, cobrou falta que a bola explodiu trave. Falta, aliás, foi o principal recurso utilizado pela equipe paranaense no período. Mas, na ausência de um exímio cobrador, os catarinenses foram desperdiçando chances. Na próxima quarta-feira, o Figueirense volta à serra gaúcha para reeditar sua partida diante do Juventude, uma das que foram "contaminadas" pelo escândalo da arbitragem. Já o Paraná Clube, 6º com 51 pontos, volta a atuar sábado, contra o Corinthians, em São Paulo.

Agencia Estado,

15 de outubro de 2005 | 20h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.