Figueirense x Rio Branco: título inédito na Copa São Paulo

Estreantes na decisão, times entram em campo nesta sexta, às 10 horas, no Estádio Nicolau Alayon

24 de janeiro de 2008 | 19h07

Estreantes na decisão da Copa São Paulo de Futebol Júnior, Figueirense (SC) e Rio Branco, de Americana (SP), decidem o título da 39.ª edição nesta sexta-feira, aniversário da cidade de São Paulo. A final será disputada no Estádio Nicolau Alayon, do Nacional, já que o Pacaembu, tradicional palco da decisão, passa por reformas. Como de costume, a decisão terá início às 10 horas, com transmissão ao vivo anunciada por quatro emissoras de televisão: Sportv, ESPN Brasil, Rede Vida e Rede Família. Inchada, com 88 participantes, a competição chegou a uma decisão inédita. Clubes tradicionais ficaram fora da disputa, como os grandes times do Estado de São Paulo: Palmeiras, Santos, Corinthians e São Paulo. O time de Americana é composto basicamente por jogadores emprestados por empresários. Já o Figueirense investe forte nas categorias de base, desde 2000, quando um construiu um CT com seis campos localizado em Palhoça (20 km de Florianópolis). "Todos os jogadores pertencem na totalidade ao Figueirense. Temos um processo de formação de atletas, visando sempre o aproveitamento no time principal", disse o técnico do time, Rogério Micalli. Do outro lado, o Rio Branco tem nos pés de Felipe a esperança de gols. Ele já marcou sete vezes, e ainda busca a artilharia da competição, no momento dividida entre Rafael Martins (Grêmio), Thiago Luís (Santos), e Vinícius (Taboão da Serra), com oito gols. Se confia no artilheiro para conquistar o título, o técnico Marcos Sartore tem problemas no setor defensivo. Os zagueiros Fernando e Vieira estão de fora, assim como o volante Lucas. Max, Vander e Léo serão os titulares. "Vamos manter nosso estilo de jogo, mesmo sem todas as peças", disse o técnico Marcos Sartori, comemorando a final com o Figueirense. "Pelo menos na torcida teremos mais apoio." O clube catarinense chega à final com um retrospecto ótimo contra as equipes paulistas. Na segunda fase, eliminou o Palmeiras. Nas oitavas, passou pelo União São João. Depois, foi a vez de despachar o São Carlos e, por fim, eliminou o São Paulo nas semifinais. A única dúvida do técnico do Figueirense, Rogério Micali, está no meio-de-campo. O volante Talhetti retorna de suspensão, mas Massari teve atuação destacada na vitória sobre o São Paulo e pode continuar na equipe.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa São Paulo de Futebol Jr.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.