Filé é apresentado e rebate críticas do técnico Emerson Leão

Novo fisioterapeuta do Palmeiras também diz que goleiro Marcos - que sofreu duas fraturas - voltará a jogar

André Rigue, estadao.com.br

03 de janeiro de 2008 | 15h27

Ainda sem os reforços esperados, a diretoria do Palmeiras apresentou o fisioterapeuta Nilton Petroni Júnior, o Filé, nesta quinta-feira, no Palestra Itália. O assunto, no entanto, não foi apenas a reestruturação palmeirense, já que Filé respondeu às críticas do novo técnico do Santos, Emerson Leão.Veja também: Sem verba, Leão diz que trabalho no Santos não será 'light'  Alex Mineiro chega e diz que não teme pressão palmeirense Leão criticou o CEPRAF (Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol), que foi desenvolvido na época do técnico Vanderlei Luxemburgo, com a supervisão de Filé, que tirou alguns equipamentos do local que seria de sua propriedade. irritado, Filé disparou: "O Leão tem um 'Boeing' nas mãos e não sabe pilotá-lo. A questão é que o Santos contratou um profissional que não está à altura da estrutura que possui", disse Filé, que concluiu. "O Leão está sendo inconseqüente". Filé também foi criticado por alguns membros da diretoria santista por ter aceitado a proposta do Palmeiras. O fisioterapeuta explicou a situação: "Eu fiquei aguardando por uma proposta de renovação por parte do Santos até o dia 24 de dezembro. Como ela não veio, eu acertei com o Palmeiras."   TRABALHO NO PALMEIRASTido como "milagreiro" por recuperar jogadores como Romário, Ronaldo e Pedrinho, Filé agora tem mais uma missão pela frente: recuperar o goleiro Marcos, que sofreu duas fraturas no antebraço esquerdo, ficando de fora de praticamente toda a temporada passada.   "Não existe jogador irrecuperável. O Marcos passou por vários problemas, mas vamos analisar sua situação. Eu tenho certeza que ele voltará a jogar bem pelo Palmeiras", afirmou Filé.   Já sobre montar uma nova estrutura no Palmeiras, que sempre foi criticado por não possuir equipamentos adequados às necessidades de seus atletas, Filé confirmou que, juntamente com Luxemburgo, fará uma reestruturação, mas dentro dos limites estabelecidos pela diretoria. "Vamos montar uma boa estrutura. Ela não será exorbitante, mas teremos um centro de recuperação digno do Palmeiras."

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFiléSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.