Nicolas Aguilera/EFE
Nicolas Aguilera/EFE

Filho de Diego Simeone é supercampeão argentino pelo River Plate

Giovanni entrou no intervalo da vitória da equipe por 1 a 0, em campo neutro, sobre o San Lorenzo

AE, Agência Estado

25 de maio de 2014 | 15h33

BUENOS AIRES - A torcida do papa Francisco desta vez não foi suficiente para fazer do San Lorenzo campeão. Na noite deste sábado, em San Luis (campo neutro), no confronto entre os campeões do Torneio Apertura e Clausura do Campeonato Argentino, o River Plate venceu por 1 a 0 e se sagrou supercampeão argentino pela primeira vez.

Giovanni Simeone, filho do técnico do Atlético de Madrid, entrou no intervalo e não se mostrou abalado com a derrota do pai na final da Liga dos Campeões, horas antes. Aos 18 anos, o jogador, nascido na Espanha, atua como atacante e faz sua primeira temporada como profissional.

"Em uma semana conquistamos dois títulos e isso é algo que não acontece toda hora", comemorou o meia Manu. Afinal, no domingo passado, o River venceu o Quilmes por 5 a 0, em casa, e faturou o Torneio Clausura, que fecha a temporada do futebol argentino. Lá, o campeonato é dividido em dois turnos e todo ano dois times são campeões. Esta é a segunda vez que se disputa a "Superfinal", entre os vencedores do Apertura e do Clausura. No ano passado, o Vélez venceu o Newell''s Old Boys.

Para o River Plate, que ganhou com gol de Pezzella e conta, no seu elenco, com Maidana, Cristian Ledesma e Cavenaghi, todos com passagem pela seleção principal, além de Lanzini, ex-Flu, caiu recentemente para a segunda divisão e não conquistava um título desde 2008.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.