Lisi Niesner/Reuters
Lisi Niesner/Reuters

Filho de George Weah anuncia que deixará o Paris Saint-Germain

Timothy Weah, de 18 anos, não vinha recebendo oportunidades de entrar em campo

Redação, Estadão Conteúdo

25 Dezembro 2018 | 16h33

Timothy Weah, filho do lendário ex-jogador liberiano George Weah, anunciou que está deixando o Paris Saint-Germain. O atacante de 18 anos não vinha tendo muitas chances de jogar sob o comando do técnico alemão Thomas Tuchel e optou por sair do clube francês.

Ele não revelou o seu destino, mas a emissora RMC Sport noticiou nesta terça-feira que o atleta será contratado pelo Celtic, da Escócia. O jogador havia renovado contrato anteriormente para atuar pelo PSG até junho de 2020, mas agora sai da equipe um ano e meio antes deste prazo.

"Agradeço aos torcedores pelo seu apoio constante, e também aos técnicos e meus companheiros por terem me apoiado para que eu me sinta sempre parte desta família. Estes meses foram formidáveis, ainda que não eu não tenha jogado muito", escreveu Timothy Weah em sua página na rede social Instagram.

O jovem, que tem nacionalidades francesa, liberiana e norte-americana, fez a sua estreia pela equipe profissional do PSG no dia 3 de março deste ano, quando ajudou o time a vencer o Troyes por 2 a 0 pelo Campeonato Francês. O seu pai, George Weah, defendeu o clube da capital francesa entre 1992 e 1995, ano em que se transferiu para o Milan e foi eleito pela Fifa o melhor jogador do mundo.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.