Reprodução: Instagram
Reprodução: Instagram

Filho do lateral Fagner, Henrique Lemos, de 11 anos, assina contrato com o Corinthians

Atleta tem seguido os passos de pai: começou no futsal e agora é jogador da categoria sub-12

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2020 | 14h30

Henrique Lemos, de 11 anos, filho mais velho do lateral-direito do Corinthians Fagner, assinou um contrato não profissional com o clube alvinegro nesta terça-feira. A ideia do clube é garantir o registro federativo do jovem atleta para que, no futuro, o direito de seus valores possam fazer parte do mecanismo de solidariedade da Fifa. Henrique tem seguido os passos de seu pai. A Lei Pelé diz que o primeiro contrato de trabalho de um garoto deve ser com 16 anos. Antes disso, ele pode receber ajuda financeira do clube. O vínculo deve se dar por meio de uma bolsa de aprendizagem, por exemplo.

Até 2019, Henrique atuava na equipe de futsal e agora é jogador da categoria sub-12, de campo. Por causa de sua idade, seu contrato é restrito a um ano de extensão apenas. Federado, o garoto poderá disputar as competições da Federação Paulista de Futebol (FPF). "Obrigado, senhor, pelo primeiro vínculo com o Timão", agradeceu o jovem jogador, nas redes sociais. Fagner, há anos, é um dos principais jogadores do Corinthians.

 

Nos comentários da publicação, jogadores e torcedores do clube alvinegro parabenizaram a conquista do atleta, um sonho realizado. A torcida, pelo teor das mensagens, trata Henrique como uma joia. "Esse que vai trazer 5 Libertadores para o Corinthians, né?", questionou um adepto, enquanto outro elogiava a postura do clube: "Agora sim eu vi o Corinthians investir com inteligência na base". 

Fagner é considerado um dos jogadores que mais possuem identificação com a torcida corintiana. Revelado pela base, ele estreou pelo Corinthians em 2006, com apenas 17 anos, e tem passagens por Vasco, PSV, Vitória e Wolfsburg. Ao longo de sua trajetória, o lateral-direito conquistou cinco títulos pela equipe de Itaquera: três Campeonatos Paulistas e dois Brasileiros (2015 e 2017).

 

Tudo o que sabemos sobre:
Fagner [futebol]Corinthiansfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.