Ernesto Benavides / AFP
Ernesto Benavides / AFP

Filipe Luís admite atuação ruim do Fla, mas ressalta: 'Finais são assim'

Lateral-esquerdo elogia o River, que esteve na frente no placar durante a maior parte do jogo, mas tomou a virada no fim

EFE, EFE

24 de novembro de 2019 | 04h30

Um dos jogadores mais experientes do Flamengo na conquista do título da Taça Libertadores, Filipe Luís deixou de lado a euforia pela vitória por 2 a 1 de virada no Estádio Monumental, em Lima, e admitiu que o time carioca não fez uma grande partida, mas nem por isso deixou de vibrar com o bi.

"Nosso jogo foi muito ruim, o campo seco prejudicou o nosso futebol. River sabe pressionar muito bem, marcavam muito bem... Mas ao final o destino quis que chegássemos à glória. Pode ter sido injusto, mas as finais são assim. Fizemos os gols e o troféu é nosso, mas o River é sem dúvida o adversário mais difícil da América Latina", comentou o lateral da seleção brasileira após a conquista. "Tentamos vencer a todo momento, e agora sou o homem mais feliz", acrescentou.

O defensor, que obteve o primeiro triunfo continental da carreira, depois de ter sido vice da Liga dos Campeões com a camisa do Atlético de Madrid, enalteceu o trabalho do River, que defendia o título. "O River sabia como jogar a final e soube nos pressionar, mas a gente não parou de tentar e de lutar por esta vitória", destacou.

Na partida, o River abriu o placar aos 14 minutos e conseguiu controlar o Flamengo durante a maior parte do tempo restante do jogo. Mas, com dois tentos de Gabigol aos 44 e aos 47 minutos do segundo tempo, o time comandado por Jorge Jesus conseguiu virar e conquistar a Libertadores pela segunda vez na história.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.