Alexandre Vidal / Flamengo
Alexandre Vidal / Flamengo

Filipe Luís diz que não está 100% e Diego Alves assume falha em derrota na Bahia

Abatido, Jorge Jesus dá méritos ao Bahia pela vitória por 3 a 0 sobre o rubro-negro carioca

Redação, Estadão Conteúdo

04 de agosto de 2019 | 20h22

Nem poderia ser diferente, mas após a derrota do Flamengo para o Bahia por 3 a 0, neste domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador, os jogadores cariocas tiveram que reconhecer a má atuação pela 13.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O estreante lateral-esquerdo Filipe Luis afirmou que não está na melhor forma, o goleiro Diego Alves reconheceu que errou em um dos três gols de Gilberto e o técnico português Jorge Jesus preferiu dar méritos ao adversário.

A estreia de Filipe Luis não foi em uma tarde positiva e até causou estranheza porque no Brasil os reforços de peso, normalmente, fazem a estreia em casa, diante de sua torcida. Mas o objetivo de Jorge Jesus era dar ritmo de jogo ao seu novo jogador.

O próprio jogador reconheceu estar fora de forma. "Como tive uma lesão na Copa América fiquei um mês sem jogar. No clube só treinei uma semana, então o melhor era mesmo jogar para ganhar ritmo. Mas tivemos uma tarde horrível e temos que reconhecer que o time deles entrou em campo determinado, sabendo como explorar nossas deficiências e quando vimos ele já tinham feito três gols" comentou.

Diego Alves evitou dar entrevistas no intervalo, mas no final do jogo assumiu o erro no segundo gol, quando tentou estourar a bola para a frente e ela caiu nos pés de Gilberto, que estava em uma tarde iluminada. "Eu queria chutar a bola para frente, mas errei. Isso acontece. Já aconteceu comigo na Espanha. Infelizmente foi ruim porque eles ampliaram o placar e depois ficou difícil buscarmos uma reação".

Jorge Jesus foi mais direto em suas observações, embora estivesse visivelmente abatido na coletiva. Optou pela sinceridade ao dar méritos ao Bahia. "Eles marcaram três gols muito rápido e nosso time demorou para entrar no jogo. Além disso, o time deles marcou muito bem, neutralizou nossas melhores opções e foram felizes nos contra-ataques. É difícil disputar várias competições ao mesmo tempo. Tivemos um jogo duro no meio de semana (classificação às quartas da Copa Libertadores em cima do Emelec após a vitória por 2 a 0 e vitória nos pênaltis). Hoje (domingo) não fomos bem e o Bahia mereceu vencer", comentou.

O técnico não quis enfatizar, mas lembrou que na sua visão houve impedimento no primeiro gol de Gilberto, mas considerado legal depois pela análise do VAR, e lembrou a falha natural no segundo gol, quando Diego Alves errou na saída de bola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.