Filme da Fifa sai de cartaz após fracasso em lançamento

Filme da Fifa sai de cartaz após fracasso em lançamento

Obra custou R$ 90 milhões e arrecadou R$ 2,8 mil em bilheteria

O Estado de S. Paulo

19 de junho de 2015 | 17h54

O filme United Passions (Paixões Unidas, no Brasil) que conta a história de 111 anos da Fifa foi retirado de cartaz dos Estados unidos depois de arrecadar apenas R$ 2,8 mil de bilheteria em seu fim de semana de estreia, de acordo com o site Hollywood Reporter.

Apesar de ter o pior resultado da história, a produção exibida em 10 salas americanas custou mais de R$ 92 milhões e conta com grandes estrelas em seu elenco. Tim Roth, Sam Neill e Gerard Depardieu foram responsáveis por interpretar os três presidentes da entidade máxima do futebol Joseph Blatter, João Havelange e Jules Rimet respectivamente.

O francês Frederic Auburtin, que dirigiu a obra, lamentou que seu nome agora seja lembrado como o homem que está fazendo propaganda de uma entidade envolvida em um grande escândalo de corrupção. A Fifa foi responsável por bancar 80% da produção e seus dirigentes são mostrados como heróis.

'Até tentei encontrar o equilíbrio entre um filme de propaganda da Disney e um filme de Costa-Gavras/Michael Moore, mas o projeto ficou a favor da Fifa em sua versão final. É um desastre. Agora, estou sendo visto como um cara tão mau quanto quem levou a AIDS para a África ou o cara que causou a crise financeira mundial. Meu nome está para todos os lados nessa sujeira e, aparentemente, eu sou o cara da propaganda que faz filmes para pessoas corruptas'.

O lançamento de United Passions acontece justamente no momento a Fifa está sendo investigada pelo FBI em um grande esquema de corrupção na compra de votos na escolhas de sedes das Copas do Mundo e no direito de transmissão de competições. Ao todo, 14 pessoas foram indiciadas pela Justiça norte-americana, entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin.

O filme tambémteve marcas outras marcas curiosas, como apenas um espectador em Phoenix, no Arizona, e dois em Los Angeles, segundo a agência Reuters.

Tudo o que sabemos sobre:
Fifa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.