Fim do jejum deixa Lenny aliviado e motivado

Lenny finalmente desencantou. Aos 42 minutos do segundo tempo, ele bateu cruzado, venceu o goleiro Giovanni e encerrou um longo jejum de quase dois anos sem gols num jogo oficial. E saiu de campo como o destaque da vitória do Palmeiras sobre o Marília, por 3 a 0, na noite desta terça-feira, no Palestra Itália.Assim que a bola bateu na rede, Lenny não soube o que fazer. Correu como um louco, subiu no escudo do clube atrás do gol e comemorou como se fosse um título mundial. "Deu até vontade de chorar", revelou o atacante, que teve o nome gritado pela torcida palmeirense após o jogo."Este eu quero que seja o meu ano, o ano do Palmeiras", afirmou Lenny, empolgado pelo primeiro gol com a camisa palmeirense, que encerrou um longo jejum. "Essa atuação foi importante para mim e para o time. Para mim, o mais importante é poder ajudar numa vitória."Após a comemoração, Lenny admitiu a culpa pelo mau desempenho no ano passado. "Faltou muito de mim, por isso a torcida tinha razão para me vaiar", lembrou o jogador, que foi elogiado por Vanderlei Luxemburgo. "Lenny é um ótimo jogador, começou muito cedo, foi muito idolatrado e esqueceu que tem que sofrer um pouquinho", disse o treinador.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.