Final da Liga será tira-teima entre Messi e Cristiano Ronaldo

A final da Liga dos Campeões, em Roma, terá um duelo particular entre o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e Cristiano Ronaldo, do Manchester United, apontados como os dois melhores jogadores do mundo. 

EFE

26 de maio de 2009 | 18h11

Veja também:

link

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Com isso, o resultado da decisão do mais importante torneio de clubes da Europa deverá pesar na eleição do vencedor da edição de 2009 do prêmio de Melhor do Mundo pela Fifa.

Messi foi o principal nome do Barça na temporada, e exerceu papel fundamental na conquista do Campeonato Espanhol. No último ano, o jogador herdou a camisa 10 de Ronaldinho Gaúcho e também o papel de craque do time.

Ao assumir a responsabilidade, o argentino não decepcionou e vem sintetizando o estilo do técnico Josep Guardiola, que está completando sua primeira temporada à frente da equipe profissional do Barça.

Pelo menos nos números, Messi vem levando vantagem sobre Cristiano na Liga. O meia-atacante do Barça é o artilheiro da competição com oito gols, e vice-líder em assistências com cinco. Autor de quatro gols no torneio, Cristiano é o jogador que mais chutou a gol, com 32 tentativas.

Já nas competições nacionais, os dois ajudaram a levar suas equipes ao título. Faltando uma rodada para o fim do Campeonato Espanhol, no qual o Barça já foi campeão antecipado, Messi soma 23 gols e é o quarto na tabela de artilheiros.

Melhor do Mundo em 2008, Cristiano também não fez feio no Inglês, onde o United garantiu o tri. O português foi o vice-artilheiro, com 18 gols - um a menos que o francês Nicolas Anelka, do Chelsea.

A final do Estádio Olímpico também terá um duelo de contrastes entre os comandantes de Cristiano e Messi. O jovem Guardiola, de 38 anos, chega à sua primeira final de Liga, enquanto o escocês Alex Ferguson irá para a sua terceira.

Aos 67 anos, o técnico do United tem um currículo vitorioso, que inclui duas Ligas dos Campeões. Entretanto, demorou seis anos para conquistar seu primeiro título no Manchester, enquanto o espanhol já levantou duas taças na sua temporada de estreia.

As duas equipes apresentam estilos diferentes, mas são igualmente vencedoras. Tanto que são consideradas as duas melhores da atualidade. O duelo da capital italiana colocará frente a frente o futebol bonito do Barcelona contra a eficiência de resultados do Manchester.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.