Final da Liga terá mais de mil policias na segurança

Preocupada com a segurança para final da Liga dos Campeões, a prefeitura de Roma decidiu mobilizar mais de mil agentes policiais para o centro da cidade e para os arredores do Estádio Olímpico, palco da decisão que acontecerá nesta quarta-feira, entre Barcelona e Manchester United.

AE-AP, Agencia Estado

25 de maio de 2009 | 15h28

O efetivo policial será colocado em circulação desde terça-feira nos aeroportos da cidade e estações de metrô da capital italiana. Também foi anunciado a proibição da venda de bebidas alcoólicas desde terça até as primeira horas de quinta-feira.

"Foram tomadas todas as medidas possíveis para evitar incidentes", disse o prefeito de Roma, Gianni Alemanno nesta segunda-feira. Segundo o chefe de polícia da cidade, Giuseppe Caruso, o principal temor recai sobre 5 mil torcedores ingleses, que não têm entrada para assistir o jogo, incluindo alguns com antecedentes violentos.

A expectativa é que a partida tenha um público de 67 mil torcedores no Estádio Olímpico, incluindo 30 mil procedentes da Inglaterra e 20 mil da Espanha. O número exato de policiais mobilizados não foi revelado, mas cerca de mil agentes estarão no local da decisão. Outros 500 voluntários de proteção civil e 1,5 mil agentes de trânsito reforçam o contingente. Também serão deslocados 30 policiais de Inglaterra e Espanha, divididos igualmente por país para dar assistência aos italianos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.