Final da Mercosul é adiada novamente

O presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, anunciou que a final da Copa Mercosul, contra o San Lorenzo, foi adiada novamente. O jogo, marcado para acontecer na noite da última quarta-feira, em Buenos Aires, tinha sido transferido para a tarde de sexta, por causa do estado de sítio na Argentina. Mas agora, a delegação do clube carioca já está voltando para o Brasil e a decisão ficou sem data para ser realizada.Segundo o dirigente do Flamengo, uma das possibilidades é realizar a final em janeiro. Outra é dividir o título e o prêmio de US$ 4 milhões.A decisão da Copa Mercosul, entre Flamengo e San Lorenzo - que foi adiada por causa do estado de sítio na Argentina -, não ocorrerá mais amanhã, como estava definido até o final da tarde de hoje. Uma greve geral anunciada pelas centrais sindicais argentinas impossibilitou a disputa do jogo, que pode vir a ser realizado em janeiro de 2002 ou ainda este ano em país neutro. "Prevaleceu o bom senso, após negociações durante o dia inteiro. Estavam brincando com a integridade física dos atletas", afirmou o presidente do Flamengo.Na manhã desta quinta-feira chegou a haver um acordo entre a diretoria do Flamengo e a Confederação Sul Americana de Futebol para que a partida fosse realizada sexta-feira, às 16 horas, no estádio Nuevo Gasômetro, em Buenos Aires. Após a reunião, Edmundo Santos Silva, contrariado, foi à embaixada brasileira na capital argentina para pedir proteção ao embaixador Sebastião do Rêgo Barros. "Nós não podemos simplesmente ir embora, senão teríamos uma série de sanções. O Flamengo está tomando todas as medidas para que o jogo não seja realizado, ao contrário do San Lorenzo, que tem outros interesses, como a bolsa do país", acusou Edmundo, antes da definição do adiamento da partida. "O embaixador me confirmou ser impossível a segurança na partida", acrescentou. Na noite da última quarta-feira, o elenco flamenguista se reuniu e decidiu não atuar em território argentino. Hoje, durante o dia, a opinião de alguns não era mais a mesma. O técnico Carlos Alberto Torres chegou a dizer que o momento de tensão havia passado. Mas tudo mudou no início da noite e a delegação do Flamengo deveria deixar a Argentina ainda hoje, com chegada prevista para a madrugada de sexta-feira. Pelo menos há um fato para a torcida flamenguista comemorar: a condição física do craque do time, o meia Petkovic, deverá estar 100% quando a disputa da final for realizada. Ele tinha se contundido na coxa esquerda no primeiro confronto com o San Lorenzo e ficou ameaçado de desfalcar o time no jogo que não foi realizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.