Final da Mercosul pode ser no Uruguai

A reunião entre os representantes do Flamengo, do San Lorenzo e da Confederação Sul-Americana de Futebol (CSF) para decidir sobre a realização de uma nova partida entre os dois clubes para final da Copa Mercosul, está acontecendo neste momento em um hotel, em Buenos Aires. O presidente do Flamengo, Edmundo Santos Silva, defende a divisão do título e do prêmio de US$ 3 milhões para os dois clubes, já que o confronto, previsto para esta quarta-feira às 21h45, foi adiado por causa do estado de sítio decretado pelo governo argentino. Os representantes da CSF tentam viabilizar uma nova data para a partida e a opção de jogar em Montevidéu, no Uruguai, também está sendo cogitada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.