Ivan Storti|Divulgação
Ivan Storti|Divulgação

Com time completo, Santos abre mata-mata diante do Vasco na Copa do Brasil

Dorival Junior contará com os retornos dos atletas que disputaram os Jogos do Rio

Estadão Conteúdo

24 de agosto de 2016 | 07h30

Após 108 dias, o torcedor santista verá novamente o time completo em campo. Zeca, Thiago Maia e Gabriel voltam à equipe para enfrentar o Vasco, nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Os campeões olímpicos dão esperança ao técnico Dorival Junior de conseguir abrir vantagem no confronto.

O treinador apenas comandou um recreativo nesta terça com jogadores misturados, após passar um vídeo das principais jogadas do Vasco. Mas, com todos à disposição, não poupará ninguém e promete atacar para sair com um bom resultado de casa. A meta é ganhar e não levar gols.

"A Vila Belmiro é fundamental. Precisamos tomar as rédeas e ter o controle do jogo. Queremos levar a vantagem para São Januário. Precisamos elevar o nosso nível para conseguir o resultado", afirmou o lateral-direito Victor Ferraz.

Desde a final do Campeonato Paulista, dia 8 de maio, que Dorival Júnior vem 'se virando' para armar o time com os desfalques. Primeiro perdeu Ricardo Oliveira, contundido, depois ficou sem Lucas Lima na Copa América Centenário e, por fim, sem os atletas olímpicos. Agora, com todos à disposição, acredita que pode avançar na competição em mata-mata e brigar pelo título do Brasileirão. Ano passado o clube não priorizou nenhuma das competições e pagou caro: sem título e fora da Copa Libertadores.

Agora, com o time inteiro, acredita que a história será diferente. A começar por esta quarta-feira diante do Vasco. "Com tudo isso que passamos, sempre jogamos com o time desentrosado e não decepcionamos. Agora voltam todos e tem de ser na vontade mesmo, no jeito de olhar, na conversa. É o que temos feito para conseguir bons resultados", enfatizou Victor Ferraz.

Como ainda pode perder alguns jogadores nesta janela internacional de transferências, a ordem é fazer bem o dever de casa, pois o duelo de volta acontece apenas em 21 de setembro, no Rio. "O Vasco pode ter alguns jogadores que não vão estar no segundo jogo também. É fazer um bom resultado na quarta", endossou o volante Renato.

VASCO APOSTA TUDO

Somente o título da Copa do Brasil pode fazer com que o ano do Vasco seja especial. Rebaixado à Série B na temporada passada, o clube já encaminhou o acesso à elite do futebol nacional e agora tem foco máximo na competição eliminatória.

Mesmo na Série B, o técnico Jorginho não tem abaixado a cabeça e prometeu um Vasco forte para enfrentar o time santista na Vila Belmiro. "É um jogo de 180 minutos, temos que saber jogar e vamos com confiança por sermos um grande time. Temos uma das maiores torcidas do País e não temos que temer ninguém", garantiu o treinador.

Para a decisão, o Vasco conta com retornos importantes. Na defesa, a dupla titular está de volta, com Luan, que foi campeão olímpico pela seleção brasileira e desfalcou o time por um mês, e Rodrigo, que cumpriu suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo no empate por 1 a 1 com o Sampaio Corrêa. Na lateral esquerda, Julio Cesar está recuperado de lesão e retorna à equipe.

No meio de campo, Jorginho recorre ao tradicional esquema, com dois volantes e dois armadores. A primeira linha será formada por William Oliveira, que recuperou vaga no time, e Diguinho, enquanto Nenê e Andrezinho ficam na armação. No ataque, Éderson, que já ganhou a confiança do torcedor, embora tenha passado em branco na última rodada, forma dupla de frente com Jorge Henrique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.