Fininho deve ir para o Náutico

O futuro de Fininho deve ser no Náutico. O jogador, que já interessava ao clube pernambucano, deve ter a sua saída facilitada depois do incidente desta quarta-feira, no Pacaembu. Apesar da falta de maturidade demonstrada no jogo contra o Sampaio Corrêa, os dirigentes nordestinos não desistiram do garoto. E o Corinthians não deve colocar obstáculo na transferência, principalmente porque o jogador deve ficar marcado pela torcida.Mesmo com a iminente saída de Fininho, o jogador não escapará de uma punição no Parque São Jorge. E pode ser indiciado pela procuradoria do TJD, podendo pegar de 1 a 10 jogos.Além disso, o jogador será ´aconselhado´ pela diretoria a pedir desculpas publicamente à torcida. A entrevista será nesta quinta-feira, às 16h, no Parque Ecológico do Tietê, onde só treinarão os jogadores que não atuaram nesta quarta.A atitude de Fininho foi condenada por todos os jogadores e pelo técnico Tite. Mesmo assim, seus companheiros de clube vão dar total apoio ao garoto. Ainda em campo, o capitão Anderson ainda pediu calma ao companheiro. "Falei pra ele manter a cabeça fria mas ele estava muito nervoso. Ele errou, claro. Mesmo assim, vamos apoiá-lo no que for preciso".De sua parte, Tite procurou falar pouco sobre o incidente. Resumiu a situação numa frase: "Essa profissão requer uma maturidade que ele (Fininho) ainda não tem". Em seguida, porém, disse que o jogador não será poupado de uma punição. "Isso não pode passar em branco".Óbvio que a diretoria quis preservar o jogador. Por uma questão de precaução, Fininho foi embora do Pacaembu logo após a expulsão.Porém, o vice-presidente de Futebol Andrés Sanches adiantou que não vai permitir que a punição seja maior do que a infração. "Lógico que ele será punido, mas com critério. Já estou ouvindo gente querendo cortar a cabeça dele. Não podemos esquecer que o Fininho é só um garoto. Merece uma chance".Se Fininho não suportou a pressão da torcida, seus companheiros também sofrerão diante de tamanha responsabilidade - vencer o modesto Sampaio Correa. No intervalo, não se sabe quem ou por que, algumas caixas protetoras dos extintores de incêndio foram quebradas. Tite admitiu o problema: "O time estava mesmo nervoso, é normal. Temos que melhorar o equilíbrio emocional".Nesta quinta o Corinthians deve definir dois negócios: Renato está de saída para o Flamengo e nem ficou no banco contra o Sampaio. E Hugo, ex-jogador do Juventude, submeteu-se a exames médicos e pode assinar contrato nesta quinta.

Agencia Estado,

16 de fevereiro de 2005 | 23h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.