Fininho sai; Márcio tenta montar time

O elenco anda enxuto e o técnico Márcio Bittencourt pode ter dificuldades até para montar o banco de reservas para o jogo de domingo, contra o Flamengo, em Mogi-Mirim (SP). Mesmo assim, a diretoria liberou nesta quinta-feira do lateral-esquerdo Fininho, liberado para ser emprestado a outro clube. O Flamengo é o destino provável, mas o Cruzeiro e o Juventude também estão interessados. O ex-zagueiro Marcelo Djian é quem negocia em nome do jogador.Fininho, que já havia sido afastado do elenco no início do ano por fazer gestos obscenos à torcida, envolveu-se recentemente numa briga de boate. O zagueiro Marquinhos, que estava com ele durante o incidente, já havia sido emprestado para o Atlético Mineiro. Ele, inclusive, foi apenas a baixa mais recente no elenco de Márcio. O técnico já não pode contar com Tevez (que está com a Seleção Argentina), Bobô (na Seleção Brasileira Sub-20), Carlos Alberto (com gastrite), Coelho (suspenso), Fabrício, Gil, Sebá, Hugo e Marcelo Mattos (machucados). O volante Wendel, com uma entorse no tornozelo esquerdo, foi poupado do treino, mas deve enfrentar o Flamengo.Se Wendel for liberado pelos médicos do clube, o time para a partida de domingo será o seguinte: Fábio Costa, Edson, Anderson, Betão e Ronny; Wendel, Rosinei, Gustavo Nery e Roger; Jô e Abuda. Para o banco, Márcio deverá levar todos os sete jogadores que lhe restaram: Júlio César, Fábio, Marcus Vinícius, Marinho, Bruno Octávio, Dinelson e Wilson. O técnico pode ainda resgatar jogadores que estão nos juniores, como os meias Ji-Paraná e Elton.A falta de atletas no elenco é tão grave que Márcio deverá chamar garotos de uma escolinha de futebol de Águas de Lindóia, onde o time está fazendo uma intertemporada, para completar o treino coletivo desta sexta-feira à tarde. Em meio a tantos desfalques, ao menos um alento para Márcio: o zagueiro Anderson, que estava com a Seleção Brasileira, se juntou ontem à noite ao grupo corintiano, em Águas de Lindóia.Outro que voltou para o a concentração foi o goleiro Fábio Costa, que passou a tarde numa audiência em São Paulo (SP). O assunto da audiência está sendo mantido em sigilo pela assessoria corintiana. Na véspera, Fábio Costa já havia sido julgado e condenado em Belo Horizonte, por ter insultado uma repórter durante jogo contra o Atlético Mineiro, ano passado. O goleiro foi julgado na Justiça Criminal e terá de pagar R$ 10 mil de indenização. Por esse episódio, ele ainda será julgado na Justiça Civil e poderá ter de pagar até 100 mil reais à repórter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.