Fisco britânico investiga jogadores suspeitos de fraude

Dentre os quase 100 atletas investivagados está o atacante Wayne Rooney, do Manchester United

EFE

21 de fevereiro de 2010 | 15h25

As autoridades fiscais do Reino Unido investigam atualmente cerca de 100 jogadores suspeitos de sonegarem cerca de 100 milhões de libras (277.805 milhões de reais) em impostos. Em sua edição deste domingo, o jornal "The Sunday Times" diz que o atacante Wayne Rooney, do Manchester United, foi um dos jogadores milionários da Premier League, a primeira divisão do Campeonato Inglês, que recebeu uma carta do Fisco britânico comunicando-lhe que estava sendo alvo de uma investigação.

As suspeitas das autoridades estão relacionadas aos pagamentos que os clubes fazem aos jogadores pelo uso da imagem deles em camisas, cartazes e outros produtos.

Geralmente, esses pagamentos são feitos a uma empresa aberta pelo jogador, o que significa que o imposto que incide sobre esses valores é o de pessoa jurídica, muito menor que o imposto de renda para pessoas físicas.

Dessa forma, segundo fontes do Fisco, os jogadores, que ganham em média um milhão de libras (2.778 milhões de euro) por temporada, sonegam mais de 100 milhões de libras ao ano.

Entre os jogadores que receberam cartas das autoridades também estão Frank Lampard, Steven Gerrard e Ashley Cole, de acordo com o "Sunday Times".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.