Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

'Fizemos por nós e pelo torcedor do Corinthians', diz Paulinho

Após a vitória no Pacaembu, corintianos reconhecem a dificuldade de jogar sem torcida

Vítor Marques e Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

28 de fevereiro de 2013 | 08h26

SÃO PAULO - Tite achou uma dupla de ataque e a previsão de que Guerrero e Alexandre Pato seriam titulares se confirmou ontem com a vitória em cima do Millonarios.

Guerrero abriu o placar, Pato fechou o resultado, que foi importante para o

A punição da Conmebol também vale para esta partida. Mesmo fora de casa, nenhum torcedor do Corinthians poderá assistir a partida no estádio.

A delegação terá de fazer escala na Cidade do México, por isso viaja logo após o clássico contra o Santos pelo Campeonato Paulista, domingo, no Morumbi.

Tite não confirmou ontem se vai escalar todos os titulares no clássico. Ele mantém o discurso de que "vai jogar quem tiver condição." É provável que algum titular seja poupado, dando chance a jogadores como Douglas e Emerson Sheik, que virou reserva.

RECURSO

O departamento jurídico vai enviar hoje a defesa à Conmebol para reverter a pena de atuar os jogos com portões fechados. No texto, estará explicito o caráter de urgência para que o julgamento aconteça o mais rápido possível. Além disso, os advogados do clube pedem, mais um vez, que até lá punição seja revogada.

"Acredito que até o meio-dia já tenha o documento pronto para enviar à Conmebol", disse Luiz Felipe Santoro, advogado do clube. "Na nossa defesa vamos pedir que a medida cautelar que proíbe a presença de torcida seja revogada."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.