Gilvan de Souza/Flamengo
Gilvan de Souza/Flamengo

Fla bate o Nova Iguaçu e tem vantagem contra o Botafogo na semi da Taça Guanabara

Líder do Grupo B, rubro-negro ganha o direito de jogar por empate e ser o mandante em clássico

Estadão Conteúdo

04 de fevereiro de 2018 | 19h30

Maior campeão da Taça Guanabara, com 20 títulos, e já classificado como líder do Grupo A para enfrentar o Botafogo, o Flamengo terminou a primeira fase com vitória. Reforçado por alguns titulares, o time rubro-negro venceu o Nova Iguaçu por 1 a 0, neste domingo à tarde, pela quinta rodada em partida disputada no estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

+ TEMPO REAL - Nova Iguaçu 0 x 1 Flamengo

+ TABELA - Confira os jogos da Taça Guanabara

O gol da partida foi marcado em um belo chute de longe do zagueiro Rhodolfo, aos 48 minutos do segundo tempo. Este foi seu primeiro gol com a camisa do clube carioca. A opção de atuar em Brasília foi do mandante para arrecadar mais dinheiro, o que deu certo porque a renda foi superior a R$ 600 mil.

O Flamengo terminou a fase inicial invicto, com a melhor campanha e na liderança do Grupo B, com 13 pontos, contra oito do Bangu, também classificado, e sete do Vasco, eliminado. Os jogos únicos das semifinais serão disputados no sábado de Carnaval. Os líderes são mandantes e têm a vantagem do empate. É o caso do Flamengo diante do Botafogo, vice-líder do Grupo B, com nove pontos. O clássico será realizado no sábado a partir das 16h30, ainda sem local definido. Na outra semifinal, o Boavista, mandante, encara o Bangu que desbancou o Vasco para avançar.

O técnico Paulo César Carpegiani já começa a aproveitar os jogadores que agora estão voltando em forma das férias. Aos poucos, os garotos vão se tornando opções. Tanto que, desta vez, foram escalados como titulares pela primeira vez jogadores como o zagueiro Juan e os meias Diego e Éverton Ribeiro.

"Estou escalando o que tenho de melhor" disse Carpegiani, já de olho em manter uma base para a disputa da Copa Libertadores que começa no final do mês contra o River Plate, da Argentina, dia 28.

Mas um garoto ganhou chance valiosa com a camisa 9: Lincoln. Por coincidência ele teve as melhores chances de finalização no primeiro tempo, etapa em que o Flamengo foi envolvente, tocando bem a bola, porém, errando muito no último passe. Mesmo assim transformou o goleiro adversário, Jefferson, no melhor em campo. Ele fez duas boas defesas em chutes de Lincoln aos 37 e aos 42 minutos e antes, aos 29 minutos, de Éverton Ribeiro.

Como precisava da vitória para tentar a segunda vaga do grupo na semifinal, o Nova Iguaçu passou a atuar mais adiantando. Não teve, porém, força para superar o bloqueio defensivo flamenguista, apesar de mostrar maior volume de jogo.

Carpegiani ainda tentou ganhar fôlego com a entrada do garoto Marlos na vaga de Diego. Conseguiu equilibrar as ações e sair da pressão adversária. O Nova Iguaçu ainda ficou com um jogador a menos aos 35 minutos, quando a bola tocou na mão de Vinícius e ele recebeu o segundo cartão amarelo e depois o vermelho.

A partir daí, o jogo perdeu em qualidade. O Flamengo tocou a bola diante do Nova Iguaçu, sem força ofensiva para tentar o milagre: a vitória. Mas, nos acréscimos, aos 48 minutos, o zagueiro Rhodolfo soltou uma bomba da intermediária e mandou a bola no ângulo direito do goleiro Jefferson. Um golaço para dar adeus à primeira fase em grande estilo.

FICHA TÉCNICA

NOVA IGUAÇU 0 X 1 FLAMENGO

NOVA IGUAÇU - Jefferson; Wallace, Raphael Neuhaus, Murilo Henrique e Lucas; Paulo Henrique, Vinícius Matheus, Caio Cezar (Daniel Damião), Wescley (Vinícius Paquetá) e Jonathan (Robinho); Adriano. Técnico: Edson Souza.

FLAMENGO - César; Pará (Rodinei), Rhodolfo, Juan e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá, Éverton Ribeiro e Diego (Marlos); Everton e Lincoln (Vinícius Junior). Técnico: Paulo César Carpegiani.

GOL - Rhodolfo, aos 48 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Alexandre Vargas Tavares de Jesus

CARTÕES AMARELOS - Wescley, Adriano e Vinícius Matheus (Nova Iguaçu). Lucas Paquetá, Marlos e Rhodolfo (Flamengo).

CARTÃO VERMELHO - Vinícius (Nova Iguaçu).

RENDA - R$ 694.980,00

PÚBLICO - 16.088 pagantes

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.