Fla diminui folha salarial em 50%

O Flamengo conseguiu diminuir a folha salarial do departamento de Futebol de R$ 2 milhões para cerca de R$ 940 mil, porém ainda deve dois meses de salários aos jogadores. O vice-presidente de Futebol, Walter Oaquim, disse nesta quarta-feira que a prioridade do clube é a de pagar os atletas, mas o Rubro-Negro já está se movimentando para contratar alguns reforços. "A prioridade é a de pagar os salários antes do octogonal", afirmou Oaquim. "Não posso contratar ninguém sem dar satisfação aos jogadores que estão no clube." O Flamengo está interessado em três reforços: o meia Esquerdinha, o lateral-esquerdo Léo e o volante Claudecir. Esquerdinha tem seu passe vinculado ao São Caetano e o Flamengo já fez uma proposta à equipe paulista. O jogador ficaria no clube por empréstimo até 31 de dezembro e o Rubro-Negro cederia à equipe paulista alguns jogadores para não ter de desembolsar dinheiro. O Flamengo aposta na contratação de Léo porque o Santos está cortando custos e contará com o retorno do lateral-esquerdo Rubens Cardoso, que ganha menos em comparação ao companheiro. Claudecir, que tem metade do passe pertencente ao Palmeiras e a outra ao empresário Juan Figer também viria por empréstimo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.