Fla empata com o Vitória em Salvador e fica fora do G-4

Equipe do Rio perde uma posição e não consegue se manter na zona de classificação à Libertadores

Bruno Lousada, Agencia Estado

30 de outubro de 2008 | 00h46

O Flamengo desperdiçou uma ótima oportunidade de encostar no líder Grêmio ao empatar por 0 a 0 com o Vitória, nesta quarta-feira, no Barradão, em Salvador. O resultado foi ruim para a equipe carioca, que saiu do G-4 do Brasileirão, embora esteja a três pontos do time gaúcho. O Fla caiu do quarto para o quinto lugar, e tem agora 56 pontos.Veja também: Brasileirão Série A - Classificação Brasileirão Serie A- Calendário/ResultadosPalmeiras derrota o Goiás e se recupera no BrasileirãoCruzeiro vence líder Grêmio em casa e diminui vantagemSão Paulo vence e divide ponta do Brasileirão com o GrêmioDê seu palpite no Bolão Vip do Limão Para o Vitória, a igualdade não mudou muita coisa. A equipe baiana continua bem na disputa por uma vaga na Copa Sul-Americana, e até subiu uma posição, chegando a nona colocação, com 45 pontos.Nesta quarta, o Barradão ficou parcialmente sem luz pouco antes de a bola rolar. O motivo foram duas torres de iluminação do estádio que queimaram. O incidente retardou o começo do jogo em cinco minutos. Só foi a partida iniciar e um novo apagão paralisou o confronto por 25 minutos, prejudicando o aquecimento das duas equipes.A iluminação, enfim, foi restabelecida e os dois times esbanjaram energia em campo. Como correram. Não havia bola perdida. Parecia até final de Brasileirão. Faltou ao Flamengo ser mais criativo no ataque e finalizar mais a gol na etapa inicial. O time carioca não soube aproveitar a linha de impedimento feita pelo Vitória. Errou muito o último passe.Já a perigosa equipe baiana não conseguiu superar a bem armada zaga rival nos primeiros 45 minutos. Só ameaçou o goleiro Bruno em chutes de fora da área. Poderia ter sido mais ousada. "Temos que manter a pegada", disse o atacante Marcelinho Paraíba, no intervalo.O Flamengo vai lamentar até o próximo confronto as chances desperdiçadas no segundo tempo. A primeira foi de Obina. O atacante cabeceou rente a trave esquerda. Subiu livre, leve e solto, e errou o alvo.Depois, foi a vez de Leonardo Moura, que perdeu um gol incrível, daqueles que entram para história. Goleiro batido, bola à feição, e o lateral-direito chutou por cima do gol. Ninguém entendeu como ele finalizou tão mal, sem marcação, sem nada para atrapalhá-lo. O Flamengo perdeu dois preciosos pontos por causa da má pontaria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.