Fla enfrenta três obstáculos em Macapá

O Flamengo vai tentar superar três obstáculos nesta quarta à noite em Macapá: o Ypiranga, o desgaste da viagem até a capital do Amapá e o gramado ruim do Estádio Zerão. O objetivo do técnico Cuca é vencer o adversário por diferença mínima de dois gols, a partir das 20h30, para se ver livre do jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil. "Não temos muitas informações sobre o Ypiranga. Mas o time da casa vai querer fazer bonito diante de sua torcida", afirmou o treinador. Numa prova de que a partida está na pauta como um dos grandes acontecimentos do mês, em Macapá, mais de cinco mil torcedores estiveram hoje no Estádio Zerão, local do jogo, para assistir ao treino do Flamengo. O atacante Dimba, um dos mais criticados pela torcida rubro-negra ultimamente, foi bastante assediado pela platéia e teve de distribuir muitos autógrafos, num contraste com o que se vê diariamente na Gávea antes e após os treinos da equipe. Cuca não poderá contar com o lateral-direito Ricardo Lopes, contundido. Ele optou pelo jovem Fábio para ocupar a vaga. No meio, Adrianinho ocupará a posição de Renato, que não está inscrito na Copa do Brasil. "Para fugir do gramado irregular e pesado, vamos ter de tocar a bola com rapidez e a atenção terá de ser redobrada com as bolas alçadas na área", disse Cuca. A expectativa em Macapá é de que 8 mil pessoas compareçam ao estádio. A Polícia Militar do Estado do Amapá organizou esquema especial para impedir aglomerações de torcedores que não vão conseguir ingresso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.