Fla pede instauração de inquérito no TJD por gol anulado

O Flamengo divulgou nota em seu site oficial, na manhã desta quarta-feira, para informar que entrou com um pedido de instauração de inquérito no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) para apurar a anulação do gol do atacante Hernane, no último sábado, na partida contra o Duque de Caxias, pela Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca.

AE, Agência Estado

10 de abril de 2013 | 11h08

Com o pedido, o clube pretende que o TJD investigue se houve interferência de terceiros na decisão do árbitro principal de anular o gol, que foi tomada pelo árbitro principal Pathrice Maia, apenas 40 segundos depois, alegando impedimento no lance.

"Os 3 árbitros envolvidos com o lance - árbitro principal, auxiliar atrás do gol e o bandeirinha - validaram o gol do jogador rubro-negro. No entanto, depois de quase um minuto, o juiz voltou atrás em sua decisão e anulou o gol. Imagens divulgadas pela imprensa confirmam que não existiu impedimento", destacou o Flamengo, na nota oficial publicada nesta quarta.

Hernane marcou o seu gol depois de o volante Elias ter chutado cruzado da direita e o atacante desviado de cabeça para as redes. No momento do lance, o assistente de arbitragem Paulo Vitor Carneiro chegou a correr para o meio de campo, indicando a validação do gol, antes de Pathrice Maia anulá-lo com atraso.

A imagem do lance do gol mostra Hernane em posição duvidosa, pois o seu tronco parece um pouco à frente da linha do último defensor do Duque de Caxias, enquanto o seu pé direito parece estar alinhado ao adversário. Com o gol anulado, o Flamengo acabou empatando por 1 a 1 com o rival, ficou com cinco pontos no Grupo B da Taça Rio e sem chances de classificação à semifinal do segundo turno do Carioca.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCampeonato CariocaFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.