Fla quer garantir vaga na Mercosul

Se no Campeonato Brasileiro o Flamengo não vai bem, sua situação na Copa Mercosul, pela qual joga amanhã contra o Nacional, do Uruguai, às 19 horas, em Montevidéu, é bem diferente. E, para se classificar com antecedência, o time conta com um fator que para os jogadores é favorável: atuar fora de casa, longe da torcida. Alguns jogadores, inclusive, já vem pensando em pedir à diretoria que o clube não jogue mais no Maracanã quando tiver mando de campo. "A cobrança já vem logo no primeiro lance de gol perdido", disse o goleiro Júlio César. Na competição sul-americana, o Rubro-Negro tem 100% de aproveitamento e é líder do Grupo B com três vitórias em três jogos, uma delas sobre o Olimpia, por WO, pois a equipe paraguaia estava suspensa na época em que o jogo se realizaria. Caso vença a partida de amanhã, o Flamengo se classifica antecipadamente para as oitavas-de-final do torneio. O técnico Zagallo, sempre otimista, desta vez não está nem um pouco animado em relação ao jogo. "No início da Mercosul, o Flamengo vinha bem. Mudou muita coisa", disse Zagallo, alertando para as últimas más atuações do time. O volante Vampeta, que não foi inscrito na competição, desfalca a equipe. Em seu lugar entra Rocha. O adversário do Flamengo, o Nacional, possui apenas três pontos, justamente conquistados, em cima do Olimpia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.