Fla renova contrato de revelação da seleção sub-17

Um dos principais destaques da seleção brasileira na conquista do Sul-Americano Sub-17, realizado no Equador e encerrado no último sábado, o meia Adryan assinou nesta terça-feira a renovação de seu contrato com o Flamengo. O vínculo que se encerraria em 2013 foi prorrogado para 2014 e a multa rescisória teve um aumento - o valor não foi divulgado pelo clube.

AE, Agência Estado

12 de abril de 2011 | 14h47

"É um grande sonho atuar com a camisa do Flamengo. Com os profissionais que estão trabalhando aqui no Flamengo, me sinto evoluindo. Meu sonho sempre foi jogar entre os profissionais. Vou esperar o meu momento chegar. Enquanto isso, sigo trabalhando para ajudar os meus companheiros da base", declarou o jovem meia, de 16 anos.

Adryan já havia se destacado com a camisa do Flamengo na conquista da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ao lado de Negueba, que já chegou a atuar entre os profissionais mas voltou à base por questão disciplinar, foi um dos principais responsáveis pelo título.

"Adryan, talento não é para qualquer um. E você tem talento de sobra, é diferenciado, como dizem no meio do futebol. Porém, não adianta ter talento e não ter disciplina. Estou muito feliz em poder fazer parte desta renovação. Sua renovação significa muito, ainda mais pelo momento em que o clube vem passando", disse a presidente do clube, Patrícia Amorim, que participou da assinatura do novo contrato.

A renovação era vista com grande expectativa no clube. Tanto é que, segundo a mandatária, até o técnico Vanderlei Luxemburgo participou do processo. "A renovação foi um processo que envolveu todos do futebol do Flamengo. O futebol hoje é integrado. O próprio Vanderlei Luxemburgo acompanhou a situação. Os auxiliares dele estão sempre de olho nos jovens valores. Estamos felizes com a renovação. O Adryan com 16 anos foi camisa 10 na Copa São Paulo, que era uma categoria maior que a dele. Nossa ideia é que ele fique aqui por toda sua carreira", concluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.