Fla tenta ganhar para recuperar a paz

Há um consenso no Flamengo: somente uma vitória contra o Criciúma neste domingo, às 18 horas, no Maracanã, vai amenizar a crise na Gávea. Faltando 11 rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, a equipe rubro-negra ainda luta para não ser rebaixada. E, no meio da semana, o elenco conviveu com um clima conturbado devido às mudanças políticas anunciadas pelo presidente Márcio Braga no comando do futebol do clube.A preocupação com o aspecto psicológico do grupo levou o engenheiro Evandro Motta, contratado pelo Flamengo sempre que preciso, a conceder uma palestra aos jogadores a fim de motivar ao time. Ele se reuniu com os atletas por cerca de 30 minutos no vestiário da Gávea e apresentou alguns gráficos ligados às conquistas do clube. "O nosso lema até o final do Campeonato Brasileiro, dia 19 de dezembro, é simples: lugar de pentacampeão é na primeira divisão. Isso significa uma postura muito simples: temos que terminar a temporada e o nacional com o Flamengo na Primeira Divisão de qualquer maneira", declarou Motta.As palavras do engenheiro parecem ter surtido efeito perante aos jogadores, principalmente aos mais jovens. Como é o caso do volante Júnior, de 19 anos, que despontou neste Brasileiro e é elogiado por todos na Gávea. "Apenas uma vitória pode trazer paz ao clube. O mais importante no futebol são os resultados".O goleiro Julio Cesar retornou da seleção brasileira, após participar dos jogos contra Venezuela e Colômbia pelas Eliminatórias, e vai atuar. Já o lateral-esquerdo Athirson vai ser substituído por Roger. Jean sentiu dores no tornozelo esquerdo e nem sequer se concentrou com a delegação rubro-negra. Com isso, Felipe jogará ao lado de Dimba no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.