Fla tenta quebrar tabu contra o Paraná

O retrospecto do Flamengo contra o Paraná é desanimador em competições nacionais - são oito derrotas, um empate e apenas uma vitória. Amanhã, às 20h30, no Estádio Pinheirão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o Rubro-Negro quer acabar de vez com essa superioridade do adversário nos confrontos entre as duas equipes. Mas a missão não deverá ser fácil: o meia Felipe, principal jogador do clube, participou hoje da vitória da seleção brasileira sobre a Hungria, por 4 a 1, em amistoso realizado em Budapeste, e não atuará. Aliás, só o fato de o Flamengo jogar em Curitiba já preocupa seu torcedor. No ano passado, o Flamengo foi goleado por três equipes paranaenses durante o Brasileiro - 5 a 0 para o Coritiba, 4 a 1 contra o Atlético-PR e 6 a 2 para o Paraná. O técnico Abel Braga, porém, não quer saber da escrita e disse confiar na qualidade do atual elenco para sair do Pinheirão com a vitória. "Eu não estava aqui quando o Flamengo foi goleado. Então, não posso comentar. O time tem treinado bem e o resultado será diferente", afirmou o treinador. Para a partida de amanhã, Rafael Gaúcho substituirá o meia Felipe. O atacante, cujo ponto forte são as cobranças de falta, terá a chance de quebrar o jejum de gols que persegue a equipe carioca nesse início de campeonato. Ex-atleta do Juventude, Rafael Gaúcho se diz preparado para enfrentar a força física empregada pelos atletas do Paraná. "Não sou forte, mas suporto o tranco dos zagueiros", concluiu. Se o ataque do Flamengo não tem correspondido, a defesa da equipe paranaense não fica atrás. Em duas rodadas da competição, o Paraná já sofreu oito gols - inclusive, foi goleado pelo Vitória por 6 a 1, em partida disputada no Barradão, em Salvador. Esses dados aumentam ainda mais a responsabilidade dos atacantes rubro-negros para o confronto de amanhã.

Agencia Estado,

28 de abril de 2004 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.