Fla usa Mercosul para se recuperar

Com chances remotas de classificação para a próxima fase do Campeonato Brasileiro, o Flamengo enfrenta o Independiente nesta quarta-feira, às 19h40, em Buenos Aires, pelas quartas-de-final da Copa Mercosul. A competição sul-americana é tradicionalmente cobiçada pelos participantes, porque distribui ao vencedor uma premiação de US$ 4,6 milhões. Por isso, o título seria um alívio para o clube carioca, que acumula dívidas de aproximadamente R$ 200 milhões, e um consolo pela eliminação precoce no torneio nacional.Apesar de o Flamengo ter se classificado com a melhor campanha entre os 20 participantes da primeira fase da Mercosul, com cinco vitórias em seis partidas, o clube passa por uma crise devido ao mau desempenho no Brasileiro, no qual corre até o risco de ser rebaixado à segunda divisão. Na competição nacional, a equipe carioca ocupa a 22ª posição, tendo ganho apenas cinco dos 19 jogos que disputou.O técnico Zagallo completou nesta terça-feira um ano no comando da equipe do Flamengo e não escondeu a alegria pelo feito. "Se tratando de futebol brasileiro, um ano é algo raro", afirmou. Zagallo terá apenas um desfalque para o confronto desta quarta-feira: o volante Vampeta, que não foi inscrito na competição. O técnico informou que só definirá o substituto momentos antes da partida. A disputa está entre Jorginho e Rocha, já que o outro volante do elenco, Carlinhos, ganhou a posição após a boa participação que teve no jogo contra o Atlético-MG, no útimo domingo.Sobre o adversário desta quarta-feira, o atacante Edílson admitiu saber muito pouco. "Não conheço nada (do Independiente), só o estilo dos times argentinos, que são catimbeiros", disse o jogador.

Agencia Estado,

23 de outubro de 2001 | 19h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.