Fla vence na estréia de Oswaldo Oliveira

O Flamengo quebrou a seqüência de derrotas no Campeonato Brasileiro - foram três resultados adversos nas últimas duas semanas - e venceu o Internacional por 2 a 1, hoje à noite, no Maracanã, no jogo de estréia do técnico Oswaldo de Oliveira no comando da equipe carioca. E o Rubro-Negro chegou à vitória, de virada, com raça e muita aplicação. Com a derrota, o Inter ficou mais distante dos primeiros colocados do Brasileiro, Cruzeiro e São Paulo, e estacionou nos 34 pontos. O Flamengo soma agora 27. Apesar do esforço e da dedicação, o Rubro-Negro começou a partida de forma desorganizada. Errava muitos passes e logo a torcida carioca manifestou sua impaciência. O maior alvo era o atacante Edílson, vaiado o tempo todo e que não gostou de ser substituído no segundo tempo. Fernando Baiano e Fábio Baiano chegaram a exigir do goleiro Clemer, que evitou o gol em duas oportunidades. O Inter atuava mal, a equipe gaúcha sentia os vários desfalques e levava pouco perigo ao adversário. O meia Claiton, habilidoso, era quem tentava dar ritmo ao time. Aos 28 minutos, Élder driblou Fernando e cruzou para Cidimar fazer bonito gol, de calcanhar. O Flamengo sofreu alguns minutos até se recuperar. E conseguiu o empate aos 41, numa cabeçada forte e precisa de Fernando Baiano. No segundo tempo, o Inter voltou disposto a tentar surpreender o Flamengo nos contra-ataques. Mas faltava velocidade e objetividade. Num descuido da zaga visitante, Jean chutou da entrada da área, a bola resvalou em Júnior Paulista e superou Clemer. Eram 28 minutos do segundo tempo e o time carioca enfim consolidava nova vitória no Brasileiro. Jefferson Feijão, nos descontos, fez gol, anulado. O árbitro assinalou impedimento, para alívio de Oswaldo de Oliveira, o vitorioso estreante.

Agencia Estado,

24 de julho de 2003 | 22h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.