Fla vence por 1 a 0 o Paraná e garante classificação

Em um jogo que só valeu pagar o ingresso pelo segundo tempo, o Flamengo venceu o Paraná, por 1 a 0, nesta quarta-feira à noite, no Maracanã, pela quarta rodada da primeira fase da Copa Libertadores. Com o resultado, o time carioca se classificou antecipadamente às oitavas-de-final.Apesar de atuar em casa, o Flamengo não soube tirar proveito da vantagem durante o primeiro tempo. Os meias Renato Augusto e Juninho Paulista, responsáveis pela criação de jogadas ofensivas não encontraram o posicionamento ideal e ficaram perdidos em campo.Mal posicionado taticamente, restou ao Flamengo viver de jogadas esporádicas. Destaques para os chutes dos atacantes Souza e Roni. Já o Paraná foi para o intervalo reclamando da arbitragem de Carlos Eugênio Simon (Fifa-PR). Os jogadores paranaenses cobraram do juiz o motivo por não ter marcado um pênalti sobre o meia Dinelson.A apatia da etapa inicial foi trocada pela emoção no segundo tempo. O Paraná voltou melhor do que o Flamengo e criou as primeiras oportunidades de gol com Dinelson, o melhor da partida, e o atacante Henrique.O Flamengo respondeu com Souza e o lateral-esquerdo Juan, que chegou a acertar uma bola, de cabeça, na trave. O time paranaense não se intimidou e desperdiçou a melhor chance para abrir o marcador, após um contra-ataque, quando o atacante Josiel, livre de marcação na área, chutou na trave do goleiro Bruno. Dinélson, em cobrança de falta, ainda acertou a bola no travessão rubro-negro.A vitória do Flamengo ocorreu somente aos 41 minutos, em uma bola cabeceada por Souza, após cruzamento do lateral-direito Leonardo Moura. Momentos antes, o mesmo Souza havia sido vaiado e escutou o coro de ?Obina, Obina, Obina?, porque perdeu um gol dentro da pequena área. FLAMENGO 1 X 0 PARANÁFlamengo - Bruno; Léo Moura, Irineu, Ronaldo Angelim e Juan; Paulinho, Renato, Renato Augusto e Juninho Paulista (Jailton); Souza e Roni (Leonardo). Técnico: Ney Franco.Paraná - Flávio; André Luiz, Daniel Marques, João Paulo e Egídio; Beto, Xaves, Gérson (Vinícius Pacheco) e Dinélson (Lima); Henrique (Alex) e Josiel. Técnico: Zetti.Gol - Souza, aos 41 minutos do segundo tempo. Árbitro - Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS). Cartão amarelo - Juan, André Luiz, Paulinho, Souza, Beto e Xaves. Renda - R$ 480.680,00. Público - 25.122 pagantes. Local - Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.