Fla volta aos treinos sem Felipe, Léo Moura e Liedson

Sem poder contar com três dos seus principais jogadores em um trabalho físico realizado pelo resto do elenco, o Flamengo voltou ao trabalho nesta quarta-feira, após dois dias de descanso, no CT do Ninho do Urubu. Liedson, com dores no joelho esquerdo, e Léo Moura, com um incômodo na panturrilha, fizeram musculação e fisioterapia. O goleiro Felipe também realizou tratamento e apenas correu em volta do campo neste período em que se recupera de uma torção no tornozelo esquerdo. Segundo o médico do clube, Marcelo Soares, ainda não há previsão para o retorno dos jogadores ao time flamenguista.

AE, Agência Estado

14 de novembro de 2012 | 15h48

Desta forma, caso não esteja em condições ideais, o trio dificilmente terá chances de ser relacionado para o confronto deste domingo, contra o Palmeiras, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Até pelo fato de que o Flamengo já garantiu matematicamente a permanência na elite da competição nacional com a vitória por 1 a 0 sobre o Náutico, no último domingo. Com o resultado, o clube carioca chegou aos 47 pontos e não pode mais ser alcançado pelo Sport, primeira equipe da zona de rebaixamento, que tem 37.

Com Liedson machucado, o técnico Dorival Junior deve optar pela entrada de Hernane no time titular. O atacante, que iniciou a partida contra o Náutico no último domingo, não vinha tendo chances com Joel Santana e chegou a pensar em deixar o clube.

"Eu conversei com o Zinho (sobre a possível ida para o Avaí) e preferi ficar no Flamengo. Eu pensei um pouco em mim e sabia que tinha muito a mostrar aqui. Trabalhei, esperei minha oportunidade e graças a Deus estou ajudando o Flamengo. Eu reconquistei essa confiança", disse o atacante, que tem contrato com o rubro-negro carioca até o dia 31 de março do ano que vem.

Para ele, os três últimos jogos do Brasileirão serão fundamentais para garantir espaço no time. "Temos que entrar com vontade e com garra para fazer nosso trabalho. Esses três jogos são muito importantes e vão ser decisivos, principalmente para mim. Estou trabalhando para isso, para ser titular do Flamengo", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.