Fla x Flu: empate no clássico do vexame

Diante de um público de quase 30 mil pessoas, Fluminense e Flamengo fizeram um clássico disputado, mas apenas para cumprir tabela. Eliminados da disputa do título da Taça Guanabara, que corresponde ao primeiro turno do Campeonato Carioca, as duas equipes empataram por 2 a 2. Enquanto o Tricolor foi melhor no primeiro tempo, o Rubro-Negro se destacou na segunda etapa. No fim, o resultado foi o mais justo, deixando os dois times nas duas últimas posições do Grupo B.Apesar de o jogo ter sido apenas para as equipes cumprirem tabela, o Maracanã apresentou um bom público. A explicação era óbvia. Enquanto os torcedores tinham um semblante mais triste, afinal esperavam um clássico para decidir uma vaga nas semifinais da competição, muitos turistas compareceram ao estádio para conferir a festa que é o futebol no Brasil. A arquibancada branca, a mais cara do Maracanã, estava lotada.Porém, estes turistas, devidamente munidos de máquinas fotográficas digitais para registrar o momento e trajados com a camisa da seleção brasileira, conferiram um primeiro tempo fraco, retrato da pífia campanha de ambos os times no Carioca. De uma cabine de rádio, o recém-contratado técnico Cuca assistiu a um Flamengo desorganizado e incapaz de articular um ataque perigoso no primeiro tempo.Com o dobro de tempo de posse de bola, o Fluminense dominou as ações e esteve sempre próximo do gol adversário, mesmo sem apresentar um futebol digno de sua gloriosa história. O lateral-direito Gabriel era o destaque do Tricolor, participando das principais jogadas ofensivas.Inclusive a do gol, aos 38 minutos. Ele recebeu passe do meia Felipe, mas não conseguiu dominar. A bola desviou na zaga e sobrou para Tuta finalizar. O Fluminense só não deixou o campo com uma vantagem maior por causa do travessão e do goleiro Diego, que defendeu ótimo chute de Preto Casagrande.No segundo tempo, o Flamengo voltou com duas alterações sugeridas por Cuca, que não aguentou a ansiedade e foi ao vestiário no intervalo: Adrianinho entrou no lugar de André Santos e Dimba substituiu Júnior.As mudanças surtiram o efeito desejado e o Rubro-Negrou empatou logo aos três minutos. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou para o atacante Bruno, que mesmo sem ângulo, finalizou com perfeição.Aos poucos, o Flamengo igualou o tempo de posse de bola e começou e desperdiçar chances para virar o placar. O zagueiro Júnior Baiano quase conseguiu ao bater falta e depois numa cabeçada. Aí foi a vez de Dimba aparecer. Aos 17 minutos, Júnior Baiano cobrou outra falta, a bola desviou no atacante e enganou o goleiro Kléber.Com a vantagem, o Rubro-Negro diminuiu o ritmo e acabou cedendo o empate. Juninho e Alex, que entraram no segundo tempo, foram os responsáveis por igualar o marcador. Aos 36, o primeiro cruzou para o segundo desviar do goleiro Diego. Antes do gol, porém, o Fluminense teve um pênalti não marcado pelo árbitro Edílson Soares da Silva.OUTROS JOGOS - O Americano empatou por 1 a 1 com o Olaria, no Estádio Godofredo Cruz, e garantiu o primeiro lugar do Grupo B. Em Cabo Frio, a Cabofriense perdeu para o Madureira, por 3 a 2, mas ficou com a segunda posição. Agora, as duas equipes esperam a definição do Grupo A para conhecerem os seus adversários nas semifinais da Taça Guanabara.

Agencia Estado,

05 de fevereiro de 2005 | 18h23

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.