Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

Flagrado no doping, Diogo Vitor, do Santos, é suspenso por dois anos

Atacante de 21 anos testou positivo para substância proibida após jogo pelo Paulistão

Estadão Conteúdo

30 Outubro 2018 | 22h54

O atacante Diogo Vitor, de 21 anos, do Santos, foi suspenso por dois anos, nesta terça-feira, pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD), em julgamento realizado no Rio de Janeiro. O jogador foi flagrado no exame de antidoping realizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF) no dia 21 de março deste ano, após o jogo contra o Botafogo, de Ribeirão Preto (SP), pelas quartas de final do Campeonato Paulista.

Diogo Vitor foi suspenso preventivamente em 26 de abril. Desta forma, ele só poderá voltar a jogar em abril de 2020. A diretoria do Santos vai entrar com recurso nos tribunais para tentar reduzir a duração da punição.

Afastado dos gramados, Diogo Vitor se recusou a se submeter a tratamento em um primeiro momento, mas depois pediu ajuda para o presidente santista Jose Carlos Peres. Nos últimos dias, abandonou novamente o tratamento e não foi encontrado pelos dirigentes santistas.

O Santos chegou a consultar algumas clínicas e tinha interesse em colocá-lo na Greenwood, em Itapecerica da Serra (SP), a mesma que abrigou o ex-jogador e comentarista da TV Globo, Walter Casagrande Junior.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.