Flamengo 100% vence o São Caetano

O renovado Flamengo continua firme, na busca do bicampeonato da Copa dos Campeões. Disposto a apagar a má impressão do primeiro semestre, quando fracassou na Taça Libertadores, no Torneio Rio-São Paulo e no Campeonato Carioca, a equipe chegou à sua terceira vitória na competição, hoje, em Fortaleza, manteve os 100% de aproveitamento e garantiu o primeiro lugar do Grupo B. A vítima foi o São Caetano: 1 a 0. Agora, a equipe carioca, que recebeu um troféu dos organizadores da competição, na capital cearense, pela conquista simbólica do título do primeiro turno, aguarda o segundo colocado do Grupo C, que será conhecido amanhã. Mais organizado dentro de campo, o Flamengo foi sempre superior na partida, criando as melhores chances. Apáticos, os jogadores do São Caetano pareciam estar pensando no compromisso de terça-feira, no México, contra o América, pelas semifinais da Taça Libertadores. Tanto que no primeiro tempo, a equipe do ABC assustou o rival apenas uma vez na primeira etapa, com chute de Robert, no travessão. Juninho Paulista e Liédson, desperdiçaram pelo menos três ótimas chances de gol. O segundo tempo foi parecido. E o prêmio à equipe que procurou jogar futebol veio aos 37 minutos. Após cruzamento da direita, Felipe Melo escorou de cabeça e Hugo, de primeira, fez o gol da vitória. Ataque - Apesar de o Flamengo ter marcado 5 gols na Copa dos Campeões, o técnico Lula Pereira ainda está ?quebrando a cabeça? para encontrar a dupla de ataque ideal. Liédson e Juninho Paulista, que iniciaram a partida de hoje, foram a terceira formação utilizada pelo treinador para o setor, em três jogos da equipe na competição. Já havia escalado Roma e Caio diante do Atlético-PR e Andrezinho e Liédson contra o Goiás. Mas o problema pode ser solucionado nos próximos dias. A diretoria do Rubro-Negro está negociando com dois jogadores que defenderam a equipe, juntos, em temporadas passadas, Romário e Sávio. E o único empecilho para as contratação, de um ou do outro, ser fechada, seria o salário pedido pelos atletas. "São dois belos jogadores, que gostaríamos muito de trazer de volta, porém tenho de botar os pés no chão", disse o vice-presidente de Futebol do clube, Walter Oaquim. "Não posso fazer loucuras, senão, depois as pessoas vêm me cobrar o por quê de o Flamengo estar devendo salários," disse, prevendo possíveis atrasos nos salários dos jogadores pelo ?inchaço? que os dois atletas fariam na folha de pagamento do clube. Oaquim, contudo, deixou um convite à Romário para o futuro. "Caso ele não venha a acertar com o clube, quando parar de jogar, vou chamá-lo para fazer a partida de despedida aqui."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.