Ed Ferreira/Estadão
Ed Ferreira/Estadão

Flamengo abre 2 a 0, mas permite empate do Coritiba

Com o resultado, time paranaense segue invicto no Brasileirão

TIAGO ROGERO, Agência Estado

06 de julho de 2013 | 20h41

BRASÍLIA - O Flamengo abriu 2 a 0 no placar, mas não conseguiu segurar o Coritiba e levou o empate, neste sábado, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Na estreia oficial de Mano Menezes, a zaga do time carioca abusou dos erros em jogadas aéreas. Com público de quase 53 mil pagantes e grande partida do meia Alex, que aos 35 anos completou 150 jogos com a camisa do clube, o Coritiba se manteve em primeiro lugar no Campeonato Brasileiro, com 12 pontos.

O Flamengo está em 13º lugar, com seis pontos. Basicamente, as principais chances do Coritiba foram convertidas em gols, salvo outras duas boas oportunidades. Já o time carioca perdeu mais gols e inclusive um pênalti, com Marcelo Moreno, que havia marcado o primeiro gol. Seguindo a nova orientação da CBF, as duas equipes tiveram 12 jogadores reservas em cada banco, no moderno (e caro) estádio nacional de Brasília.

"Entramos desligados no segundo tempo. Está faltando algo a mais de cada um, temos de nos entregar mais. Treinamos bastante e não podemos tomar gols assim, temos de ter uma seriedade a mais", pediu Moreno.

Apesar da primeira boa chance do jogo ter sido do Coritiba, logo aos 4 minutos com Júnior Urso, que cabeceou no travessão após cobrança de escanteio de Alex, o Flamengo foi melhor no primeiro tempo. O gol saiu quatro minutos depois: João Paulo cruzou e Marcelo Moreno fez o corta-luz; Gabriel bateu cruzado, a bola desviou na zaga e sobrou para o boliviano-brasileiro, que dominou e mandou para o gol.

Aos 30, Leandro Almeida evitou com o braço a passagem de Moreno, que caiu dentro da área. O árbitro Paulo Cesar de Oliveira não marcou, mas o bandeirinha sinalizou. O juiz, então, voltou atrás e deu o pênalti. Na cobrança, Moreno desperdiçou a chance de fazer o segundo: bateu no meio do gol, nas pernas do goleiro Vanderlei. Foi o terceiro pênalti consecutivo perdido pelo Flamengo.

Aos 40, João Paulo quase ampliou, mas Vanderlei fez ótima defesa. O segundo tempo foi bem mais movimentado. O Flamengo ampliou logo aos 3 minutos: Gabriel cobrou escanteio, Vanderlei saiu muito mal e Cáceres só precisou acertar o gol para marcar de cabeça. O técnico do Coritiba, Marquinhos Santos, foi ousado: tirou o volante Gil e colocou o atacante Everton Costa, e o time alviverde melhorou.

Aos 7, Chico diminuiu. Depois de escanteio cobrado por Alex, o zagueiro subiu sozinho e marcou. Dois minutos depois, Leandro Almeida quase empatou em novo deslize da defesa do Flamengo em bola cruzada na área. Aos 14, Victor Ferraz fez ótima tabela com Everton e tocou para Alex, que chutou forte com o pé esquerdo, no ângulo do gol defendido por Felipe.

O Flamengo ainda teve chances aos 18, com Val, e 28, com Gabriel, mas não conseguiu retomar a vantagem no placar.

FICHA TÉCNICA:

FLAMENGO 2 X 2 CORITIBA

FLAMENGO - Felipe; Léo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres (Diego Silva), Elias, Gabriel (Rafinha) e Paulinho; Carlos Eduardo (Val) e Marcelo Moreno. Técnico: Mano Menezes.

CORITIBA - Vanderlei; Victor Ferraz, Leandro Almeida, Chico (Émerson) e Diogo; Junior Urso, Gil (Everton Costa), Bottinelli (Sérgio Manoel) e Robinho; Alex e Deivid. Técnico: Marquinhos Santos.

GOLS - Marcelo Moreno, aos 8 minutos do primeiro tempo; Cáceres, aos 3, Chico, aos 7, e Alex, aos 14 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Paulo Cesar Oliveira (SP).

CARTÃO AMARELO - Leandro Almeida, Diogo e Botinelli (Coritiba); Cáceres (Flamengo).

RENDA - R$ 2.705.050,00.

PÚBLICO - 52.825 pagantes.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoFlamengoCoritiba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.