Flamengo acerta a contratação do atacante Leandro Amaral

Apesar de estar há quase um ano parado, atacante recebe a confiança de Zico para assinar o contrato

AE, Agência Estado

28 de julho de 2010 | 20h07

Entre o diretor executivo do Flamengo, Zico, e o atacante Leandro Amaral já está tudo acertado e apalavrado. Faltam apenas detalhes a serem resolvidos para que as partes assinem o contrato e o jogador de 32 anos seja oficialmente apresentado como mais novo reforço do clube. A expectativa é de que até esta quinta-feira o acordo seja concretizado no papel.

"O que o Zico e o Flamengo fizeram por mim é inesquecível. Quando estava por cima todo mundo batia nas minhas costas, mas só quando fiquei por baixo vi meus amigos de verdade", agradeceu nesta quarta um emocionado Leandro Amaral.

O atacante, que defendia o Fluminense até o ano passado, passou por uma cirurgia no joelho direito e teve um pós-operatório complicado por conta de uma infecção. Ela retardou a sua recuperação e ameaçou até mesmo a sua vida. Pelo tempo de inatividade, cerca de um ano, e pela idade (vai completar 33 anos no próximo mês), o contrato deverá ser baseado em desempenho, número de partidas jogadas, gols marcados, etc.

Zico sabe que se trata de uma tentativa de risco e pede paciência para que não pensem em Leandro Amaral como a solução definitiva para os problemas ofensivos do time. "Ele não pode ser tratado como solução. É um jogador que está parado há um ano e vai nos ajudar no que for possível", disse o dirigente.

EMPERROU - Antes dada como certa, a vinda de Gilberto Silva do Panathinaikos, em troca de Kléberson, ainda não foi finalizada. Kléberson pediu mais do que ofereceu o clube grego e não chegou a um consenso sobre seu salário. Além disso, o próprio Gilberto Silva veio a público negar o acerto.

"Eu não acertaria nenhuma situação sem a anuência do meu clube. Eu tenho mais um ano de contrato com o Panathinaikos. Até eu não ouvir do clube que estão negociando minha situação com o Flamengo ou outra equipe, não posso tomar nenhuma decisão", sentenciou o volante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.