Flamengo admite dificuldade em negociações por reforços estrangeiros

A diretoria do Flamengo admite que jogadores estrangeiros estão na mira do clube para a temporada 2016, mas também reconhece que a alta pedida financeira das suas equipes dificultam as chegadas do volante chileno Marcelo Díaz, do Hamburgo, e do meia argentino Federico Mancuello, do Independiente.

Estadão Conteúdo

28 de dezembro de 2015 | 11h05

O diretor de futebol do Flamengo, Rodrigo Caetano, explicou que as negociações para contratar Mancuello estão em andamento, mas ainda esbarram nas exigências do clube do meia. "Fomos à Argentina e iniciamos uma negociação. Estamos conversando com o Independiente e estamos tentando viabilizar. Só não vai acontecer se a pedida estiver fora da realidade", afirmou.

Rodrigo Caetano também confirmou que o Flamengo monitora a situação de Marcelo Díaz, titular da seleção chilena na conquista do título da Copa América. O dirigente revelou que outros times também estão interessados no volante, tornando mais difícil a negociação. "É um bom nome, um jogador interessante, que está valorizado, com muitos clubes interessados, inclusive do México, e que é titular da seleção do seu país", disse.

Além do meia e do volante, o Flamengo também busca mais um zagueiro para reforçar o seu time para 2016. Rodrigo Caetano destacou que a diretoria precisa ser cautelosa nessas negociações, pois o clube pretende realizar investimentos consideráveis nesses nomes. "Estamos buscando mais três reforços e não podemos errar nesses, pois são jogadores em que precisaremos investir mais", comentou.

Para a próxima temporada, o Flamengo já contratou o zagueiro Juan, o lateral-direito Rodinei e o volante Willian Arão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.